ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

imagem
Revista PORT.COM • 17-Mar-2017
Trabalhadores estrangeiros em Angola vão ter de receber em kwanzas



Emigrantes só vão poder ter contratos com duração máxima de três anos. Salários passarão a ser pagos na moeda angolana e as transferências para o exterior serão controladas.

As empresas angolanas só vão poder contratar trabalhadores estrangeiros não residentes por 36 meses e os pagamentos serão feitos exclusivamente em kwanzas. Caberá ao Banco Central de Angola decidir o montante das transferências para o exterior, segundo nova legislação.

Um decreto presidencial datado de 6 de março, visa regular o exercício da atividade profissional do trabalhador estrangeiro não residente. Segundo o texto do documento, pretende-se obter "um tratamento mais equilibrado" entre nacionais e expatriados.

Sobre trabalhador estrangeiro não residente, é entendido um cidadão de outra nacionalidade, que "não residindo em Angola, possua qualificação profissional, técnica ou científica, em que o país não seja autossuficiente, contratado em país estrangeiro para exercer a sua atividade profissional em território nacional por tempo determinado".


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Investimentos Brasil-Portugal
Fernando Pinho
Economista, palestrante e consultor financeiro
Alargamento da Ação Cultural Externa às Comunidades Portuguesas
José Cesário
Deputado do PSD
O II Encontro de Investidores da Diáspora
Daniel Bastos
Historiador
DISCURSO DIRETO
'Encontros são uma homenagem aos empresários da diáspora'
José Luís Carneiro
PORTUGAL
'O Estado abandonou o país rural'
Nádia Piazza
PORTUGAL
José Redondo e a paixão pelo râguebi
José Redondo
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ