ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Peças inéditas de Vhils em Paris
Revista PORT.COM • 03-Abr-2018
Peças inéditas de Vhils em Paris



O artista português Alexandre Farto, mas conhecido em todo o mundo como Vhils, vai expor cerca de 30 peças originais no centro cultural Centquatre, em Paris. A exposição é inaugurada a 19 de maio e vai ter trabalhos de vários tipos, dimensões e suportes, mas 'a maioria das obras são de grande escala', de acordo com o já avançado pelo artista.

Vhils adiantou ainda que serão entre 25 a 30 peças inéditas: «sendo que algumas são interativas e imersivas, são peças em grande escala, em que as pessoas podem entrar, algumas peças que precisam de alguma distância e altura. Vai haver peças de vídeo, vai haver pintura, escultura, vai ter vários ‘media’ diferentes».

Para Vhils esta exposição resulta de um longo trabalho de pesquisa e recolha de material sobre Paris e pretende-se que a mostra faça também a ponte com o trabalho de pesquisa que tem sido feito com outras cidades, para “tentar fazer os pontos em comum e os pontos que diferem”, uma reflexão sempre inerente ao seu trabalho.

Alexandre Farto nasceu em 1987, no Seixal, onde começou por pintar paredes e comboios com ‘graffiti’, antes de rumar a Londres, já com 19 anos de idade, para estudar Belas Artes, na Central Saint Martins. Foi lá que começou a ser conhecido e conseguiu que a sua street art de retratos anónimos em paredes danificadas ou fachadas de casas devolutas lhe valessem o reconhecimento mundial.

Além de várias criações em Portugal, tem trabalhos em países e territórios como a Tailândia, Malásia, Hong Kong, França, Itália, Estados Unidos, Ucrânia, Macau, Brasil e Em 2015, o seu trabalho chegou ao espaço, através da Estação Espacial Internacional, no âmbito do filme “O sentido da vida”, do realizador Miguel Gonçalves Mendes.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
Açorianos no mundo
Daniel Bastos
Historiador
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ