ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

O conteúdo desta página só pode ser visualizado na vertical!


imagem
Revista PORT.COM • 27-Set-2016
Nova tapeçaria de Paula Rego exposta em Londres



Esta não é a primeira obra em suporte têxtil da artista, mas é a primeira que mandou executar a partir de uma imagem da sua autoria.

O mais recente trabalho da pintora portuguesa Paula Rego, uma tapeçaria de grande escala, vai estar exposto a partir de quarta-feira numa galeria em Londres, juntamente com uma série de outras obras.

‘The Eagle’s Daughter’ é uma tapeçaria de grande dimensão inspirada no conto popular do século XVI homónimo ‘A Filha da Água’.

“Já fiz muitas antes, mas ‘A Filha da Águia’ é uma experiência porque nunca tinha mandado tecer nenhuma”, disse à agência Lusa.

A tapeçaria foi produzida em teares automáticos Jacquard na Bélgica a partir de um ficheiro digital criado em Madrid pela empresa Factum Arte, responsável pelo design e transposição da pintura original de Rego para o têxtil.

O processo é bastante diferente daquele que a portuguesa usou em obras têxteis no passado, confessou, lembrando a forma como concebeu a tapeçaria Alcácer-Quibir em 1966, atualmente parte do espólio do museu Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais.

“Eu criei muitas que eu própria bordei com tecidos aplicados, incluindo uma tão grande que tive de pendurá-la à volta toda do quarto das crianças no Estoril. Era tão grande que pedi aos convidados que visitavam a casa para me ajudarem”, contou à Lusa.

A nova tapeçaria vai estar em exposição na galeria Marlborough, que representa a artista há várias décadas, e que vai exibir uma série de pinturas e gravuras de Paula Rego que ocupará os dois pisos do espaço até 12 de novembro.

Pela primeira vez em vinte anos, vão também estar expostas ao público as telas da série ‘Dancing Ostriches’ [Avestruzes Bailarinas], originalmente encomendadas para a exposição “Spellbound” na Hayward Gallery, em 1996, a propósito do centenário do cinema na Grã-Bretanha e a sua relação com a arte.

Esta exposição coincide com uma mostra especial da galeria Marlborough dedicada à pintora portuguesa na feira de arte Frieze na capital britânica, entre 06 e 09 de outubro, que se vai centrar na série de quadros ‘Vivian Girls’, de 1984.

A pintora portuguesa, de 81 anos, reside em Londres, para onde se mudou com apenas 17 anos, para estudar na Slade School of Fine Art.

Na pintura de Paula Rego surgem muitas imagens típicas da infância, por vezes fetichistas e até traumáticas, relacionadas com a violência, e os animais são regulares protagonistas da sua linguagem pictórica.

Nas últimas décadas, a pintora tem abordado temas políticos, como o abuso de poder, e sociais, como o aborto, entre outros do universo feminino.

Paula Rego foi distinguida em 2010 pela rainha Isabel II com o grau de Oficial da Ordem do Império Britânico, pela sua contribuição para as artes.

 

 


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Por um Ministério das Comunidades Portuguesas
Daniel Bastos
Historiador
Pela valorização do ensino da história da emigração portuguesa
Paulo Prisco
Deputado do PS eleito pelas comunidades
A Lei da Nacionalidade
José Cesário
Deputado do PSD eleito pelo círculo da emigração
DISCURSO DIRETO
Bélgica, país de contrastes onde adoram portugueses
Catarina Moleiro
BÉLGICA
O mundo é pequeno, a China não
Miguel Madeira
CHINA
Num ano em França, tudo mudou!
Rita Sarmento
FRANÇA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ