ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

imagem
Revista PORT.COM • 10-Mar-2017
Buçaco ultrapassou barreira dos 250 mil visitantes em 2016



Mais de 250 mil pessoas de 55 países visitaram a Mata do Buçaco em 2016, estabelecendo um novo recorde de entrada.

A Fundação Mata do Buçaco (FMB), revelou que o número de visitantes aumentou 9% face a 2015, uma tendência de subida que se tem vindo a confirmar nos últimos anos.

A “esmagadora maioria” das 250.328 pessoas que entraram no perímetro murado da serra, entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2016, fizeram-no de automóvel, revela a FMB, acrescentando que, ao todo, no ano passado, entraram 32.943 veículos ligeiros na Mata, ou seja, mais 1.400 do que em 2015, ano em que entraram no Buçaco 230.486 pessoas”.

“O último ano tem sido absolutamente excecional, com muitos indicadores positivos. Temos vindo a registar um crescendo de procura por parte do público nacional e sobretudo internacional, um aumento significativo de visibilidade e notoriedade. Estamos no bom caminho. Sentimos que conseguimos fazer justiça ao Buçaco, colocando-o no ‘mapa'”, afirma António Gravato, presidente da FMB.

Portugal continua a ser o país que mais visitantes atrai à Mata Nacional do Buçaco, seguido de França, Espanha, Alemanha, Israel, Holanda, Brasil, Estados Unidos da América, Inglaterra e Bélgica. Buçaco foi igualmente visitado por turistas de países, na opinião da FMB, “completamente inesperados”, de que são exemplo Albânia, Arábia Saudita, Bósnia, Eslovénia, Índia, Indonésia, Islândia, Letónia, Líbano, Ucrânia e Tailândia. O “Deserto dos Carmelitas Descalços e Conjunto Edificado do Palace do Bussaco” fazem parte da lista indicativa de locais com pretensões ao reconhecimento de Património Mundial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

O diploma que eleva a Mata a Monumento Nacional ficou pronto ainda durante a passagem de João Soares pela Cultura e aguarda homologação em Conselho de Ministros. Com 105 hectares de floresta, a Mata Nacional do Buçaco foi plantada pela Ordem dos Carmelitas Descalços no século XVII, encontrando-se delimitada pelos muros erguidos pela ordem para limitar o acesso.

Atualmente classificado como Imóvel de Interesse Público, o conjunto monumental do Bussaco apresenta um núcleo central formado pelo Palace Hotel do Bussaco (instalado desde 1917 num pavilhão de caça dos últimos reis de Portugal) e pelo Convento de Santa Cruz, a que se juntam as ermidas de habitação, as capelas de devoção e os Passos que compõem a Via-Sacra, a Cerca com as Portas, o Museu Militar e o monumento comemorativo da Batalha do Buçaco.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Investimentos Brasil-Portugal
Fernando Pinho
Economista, palestrante e consultor financeiro
Alargamento da Ação Cultural Externa às Comunidades Portuguesas
José Cesário
Deputado do PSD
O II Encontro de Investidores da Diáspora
Daniel Bastos
Historiador
DISCURSO DIRETO
'Encontros são uma homenagem aos empresários da diáspora'
José Luís Carneiro
PORTUGAL
'O Estado abandonou o país rural'
Nádia Piazza
PORTUGAL
José Redondo e a paixão pelo râguebi
José Redondo
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ