ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Time Out elege Porto como a cidade mais calorosa do mundo e onde mais se gosta de viver
Revista PORT.COM • 02-Fev-2018
Time Out elege Porto como a cidade mais calorosa do mundo e onde mais se gosta de viver



"Uma Invicta feliz e orgulhosa de si própria", refere a Time Out Internacional.

O Porto é "o melhor lugar no mundo para se fazer amigos, se apaixonar e manter a ligação à família". É assim que os leitores da Time Out internacional descrevem o Porto, colocando a Invicta em segundo lugar no seu City Life Index 2018. À frente, só Chicago. O ranking traduz a experiência de habitantes locais e leva a outra excelente conclusão: a cidade portuguesa, "orgulhosa de si própria", mudou e para melhor.

Em ano de estreia neste índice, o Porto é "a cidade mais calorosa e onde mais se gosta de habitar". Esta é a opinião da larga maioria (95%) dos 15.000 residentes de 32 cidades de todo o mundo onde a Time Out está presente que responderam a um questionário efetuado entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018.

A consulta, que permitiu avaliar o que de positivo ou negativo se encontra nestas cidades - nos itens comida e bebida, cultura, relacionamentos, comunidade, saídas, vizinhança, felicidade, acessibilidade de preços e sociabilidade -, leva a concluir que o Porto é a melhor cidade do mundo para se criar se fazer amigos (81% dos inquiridos) e para se apaixonar (46%). "Em nenhum outro local sondado se detetou tanto orgulho de ali viver, se sente tanta liberdade em cada um poder ser como é (95% sempre ou habitualmente) e em manter-se em contacto com a família" - escreve a Time Out.

Com estes índices de satisfação, exposto num ranking de melhores cidades do mundo para viver, o Porto fica à frente de grandes metrópoles como Nova Iorque, Londres ou Madrid. Em oitavo lugar surge Lisboa.

Ainda de acordo com a Time Out, entre as dez cidades europeias que participaram no questionário o Porto "é, de longe, aquela cujos habitantes consideram ter sofrido mais e melhores mudanças. De tal forma que poucos são os que se imaginam a viver noutra urbe a curto e médio prazo".


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ