ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Lusodescendentes representam 'oportunidade' para Portugal
Revista PORT.COM • 30-Jan-2017
Lusodescendentes representam 'oportunidade' para Portugal



Secretário de Estado da Juventude, João Paulo Rebelo, falava em Paris num evento organizado pela associação de jovens lusodescendentes Cap Magellan.

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, disse este fim de semana, em Paris, que os jovens lusodescendentes representam uma "oportunidade" para Portugal devido à "força, dinamismo e capacidade de inovação da juventude noutros territórios".

"[Olho para] a oportunidade que representa para o nosso país, a força, o dinamismo e a capacidade de inovação da juventude noutros territórios. Falo de uma rede de contactos de parceiros alargada, não só para a nossa economia, mas também para o desenvolvimento de projetos ambientais, sociais, que contribuam para uma Europa e um mundo de paz e prosperidade", declarou o governante.

João Paulo Rebelo falava na abertura da primeira edição dos Estados Gerais da Luso-Descendência, que se realizou este fim de semana na Maison du Portugal – André de Gouveia, organizados pela associação de jovens lusodescendentes Cap Magellan, no âmbito do seu 25.º aniversário.

O secretário de Estado destacou, também, a importância da língua portuguesa, "a quinta mais falada no mundo" para promover "cada vez mais oportunidades" e lembrou que "a diáspora [portuguesa] é potencialmente bem mais jovem do que a população a viver em Portugal".

"Dados estatísticos recentes indicam que os jovens entre os 15 e os 29 anos representaram, nos últimos anos, 40 por cento da emigração portuguesa. Se pensarmos que dentro de portas a população jovem portuguesa ronda os 15 por cento, percebemos bem o impacto que essa emigração teve também no rejuvenescimento da diáspora", afirmou.

Em declarações aos jornalistas, João Paulo Rebelo sublinhou que o Governo não esquece os emigrantes.

"É um sinal claro que o Governo quer dar que, como eu costumo dizer, não deixamos ninguém para trás e, portanto, também os portugueses emigrados, os portugueses fora do território nacional, devem ser um motivo de preocupação e de atenção para o Governo, particularmente os lusodescendentes", disse o governante, destacando a importância de "apoiar associações como a Cap Magellan" para evitar o afastamento dos lusodescendentes de Portugal.

 

Foto em destaque ©AFP

 


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Defender a União Europeia e os direitos de cidadania
Paulo Pisco
Deputado do PS
Saibamos aumentar a participação cívica das nossas comunidades
José Cesário
Deputado do PSD
O retrato dos votos da emigração
José Caria
Diretor-adjunto da PORT.COM
DISCURSO DIRETO
Dia de Portugal e 5.º aniversário da Revista PORT.COM
Marcelo Rebelo de Sousa
PORTUGAL
Língua portuguesa, um passaporte para o presente e para o futuro
Luís Faro Ramos, pres. do Camões I.P.
PORTUGAL
Função de grande responsabilidade e relevância social
José Luís Carneiro, SEC
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ