ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Governo português prepara parcerias para distribuir medicamentos na Venezuela
Revista PORT.COM • 23-Jun-2016
Governo português prepara parcerias para distribuir medicamentos na Venezuela



O Governo está a estudar parcerias com empresas farmacêuticas para que os medicamentos possam ser excecionalmente distribuídos aos emigrantes mais necessitados na Venezuela.

Uma nota divulgada pelo executivo madeirense, difundida pelo gabinete do secretário dos Assuntos Parlamentares e Europeus da Madeira, Sérgio Marques, dá conta da reunião que este manteve ontem com o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, no âmbito da preparação da viagem que o governante madeirense vai efetuar à Venezuela entre os dias 24 de junho e 5 de julho.

O documento diz que “Sérgio Marques foi informado de que o Governo da República está a estudar parcerias com empresas farmacêuticas de modo a que as associações portuguesas e os postos consulares possam distribuir excecionalmente medicamentos entre os mais necessitados, respondendo ao repto que o Governo regional lançou há alguns meses.”.

Também aponta que desta reunião “saiu a garantia prestada pela TAP de que continuará a fazer três ligações semanais com Caracas”.

A nota menciona que foram ainda debatidas entre os representantes dos governos regional e nacional questões relacionadas com os regimes de apoio aos emigrantes, nomeadamente os vocacionados para os mais carenciados nas comunidades portuguesas e o a idosos com necessidades, sublinhando que estes programas registam poucas candidaturas.

“Deste modo, será sensibilizado o movimento associativo dos emigrantes, naquele país da América do Sul, para motivar os nossos conterrâneos que estejam em particular dificuldades a apresentar as suas candidaturas, mantendo-se uma articulação e uma relação próxima entre a rede consular e o movimento associativo”, informa o gabinete de Sérgio Marques.

Neste encontro, o responsável insular foi informado de que a embaixada portuguesa em Caracas voltará a ter uma conselheira social, uma magistrada de carreira Venezuela, o que permite “suprimir uma falta que o corpo diplomático nacional vinha apresentando há já algum tempo”.

A reunião aconteceu na sequência do acordo estabelecido entre os dois executivos com o objetivo de monitorizar de forma permanente a informação disponível sobre os destinos de emigração com uma forte presença madeirense.

Foram estabelecidos quatro planos de contacto com a Venezuela, através da ministra dos Negócios estrangeiros daquele país, da rede consular, do movimento associativo e da Rede de empresas propriedade de portugueses/madeirenses, conclui a informação.

Na Venezuela reside uma das maiores comunidades de emigrantes madeirenses, sendo a comunidade portuguesa naquele país estimada entre 500 mil e um milhão de pessoas.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ