ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Sindicato denuncia discriminação de portugueses na Alemanha
Revista PORT.COM • 04-Mar-2017
Sindicato denuncia discriminação de portugueses na Alemanha



Segundo o líder do sindicato, os problemas estendem-se a outros países europeus, nomeadamente a Bélgica.

O Sindicato da Construção de Portugal defendeu a intervenção das autoridades portuguesas para travar a discriminação, nomeadamente salarial, dos trabalhadores do setor emigrados na Alemanha, que diz ganharem menos de metade que os operários alemães.

"Vamos já pedir a intervenção das autoridades portuguesas - quer do secretário de Estado das Comunidades, quer do inspetor-geral do Trabalho - e das autoridades congéneres estrangeiras, porque estes trabalhadores trabalham 13 a 14 horas por dia e, por exemplo, na categoria de condutor/manobrador, no mesmo local de trabalho, um alemão ganha 205 euros por dia (14,70 euros/hora) e o português ganha 84 euros por dia", afirmou o presidente do sindicato, Albano Ribeiro.

De acordo com o sindicato, "a Alemanha é o país onde há mais irregularidades em relação às leis laborais", sendo que esta situação afeta "cerca de 5.000 trabalhadores portugueses" do setor da construção que ali trabalham e "pode vir a atingir mais de 10.000, porque estão a ir muitos trabalhadores portugueses para a Alemanha, onde há muitas obras quer públicas, quer privadas".


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
Monumentos ao emigrante em Portugal
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ