ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Toronto é palco de um projeto pioneiro de integração de imigrantes
Revista PORT.COM • 11-Mar-2017
Toronto é palco de um projeto pioneiro de integração de imigrantes



O projeto 'Comédia como uma Segunda Língua' conta com a participação de artistas de outros países e "está a ser um sucesso" na cidade, com cerca de 75 por cento do público com origens fora do Canadá.

A cidade de Toronto é palco de um projeto pioneiro de integração de imigrantes através da comédia - 'Comédia como uma Segunda Língua' -, uma iniciativa de uma emigrante brasileira, que pretende explorar e desmistificar o choque cultural.

"Muitos dos imigrantes do mundo inteiro moram aqui mas não têm uma vida cultural, eles não saem de casa, não vão assistir a um espetáculo, no máximo vão a um restaurante", disse a promotora do espetáculo, Carol Zoccoli.

Natural de São Paulo (Brasil) e a viver no Canadá desde 2013, Carol Zoccoli tem um mestrado de filosofia pela Universidade de São Paulo (USP), mas a comédia é a sua grande paixão, tendo frequentado durante um ano e meio, em Toronto, a escola de improviso de Second City.

A emigrante explicou que ao chegar ao Canadá, após frequentar algumas aulas de inglês, constatou que o "choque cultural" verificado "era muito engraçado".

"Pensei que as pessoas precisavam de assistir a espetáculos e rir desta situação de estarem numa cultura diferente, independentemente da sua origem", sublinhou.

O espetáculo explora as diferenças culturais, mas também as minimiza, procurando, desse modo reduzir o choque entre as culturas de origem dos emigrantes e do seu país de acolhimento, explicou à Lusa Carol Zoccoli, que se dedica há nove anos à comédia, uma paixão que descobriu ainda quando estudava.

"Estava a concluir o mestrado e fiz alguns textos engraçados. Precisava de descansar a minha cabeça um pouco, e descobri alguns bares em São Paulo que tinham noites com o microfone aberto. E comecei a escrever e a pesquisar e experimentar, e nunca mais parei", contou.

A brasileira disse ainda que quando chegou ao Canadá, já tinha o estatuto de comediante profissional, e teve de efetuar "uma transição para a comédia em inglês".

"Tive de efetuar uma transição para começar a efetuar comédia em inglês no Canadá. Foi como começar no zero", concluiu.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
Monumentos ao emigrante em Portugal
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ