ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Marcelo termina visita ao Luxemburgo com 'banho' de multidão
Revista PORT.COM • 27-Mai-2017
Marcelo termina visita ao Luxemburgo com 'banho' de multidão



O Presidente sugeriu que o Luxemburgo se torne membro observador da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) por ser um país "onde se fala tanto português".

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, despediu-se, na quinta-feira, do Luxemburgo com um "banho" de multidão, no final da visita de três dias, mas desta vez teve concorrência do cantor português David Carreira nas fotografias e nas 'selfies'.

Marcelo falou aos portugueses que estavam reunidos no Liceu do Norte, em Wiltz, cidade a cerca de 65 quilómetros da capital luxemburguesa, depois de ter participado na missa e na 50.ª peregrinação a Nossa Senhora de Fátima.

O Presidente agradeceu ao Grão-duque do Luxemburgo, Henrique, a forma como o recebeu, mas logo se dirigiu, em português, à comunidade que o aguardava, depois de ter assistido ao concerto de David Carreira.

Marcelo referiu que "Portugal está a mudar e está a mudar para melhor dentro e fora das nossas fronteiras", disse, pedindo depois aplausos para os portugueses na Venezuela e no Brasil, países que estão a enfrentar crises.

Dirigindo-se aos portugueses no Luxemburgo, considerou que "Portugal não seria o que é" sem o seu contributo, "nem o Luxemburgo seria o mesmo sem os portugueses". Mas fez questão de mandar "um abraço especial" aos portugueses naturais de Celorico de Basto, terra das suas origens.

Mais uma vez repetiu o apelo para que os portugueses de recenseiem para votar nas eleições locais luxemburguesas, como fez ao longo de toda a visita e recordou a promessa que fez esta manhã de que voltaria o Luxemburgo "até ao fim do ano" se o número de inscritos subir 10.000, quando atualmente estão recenseados 17.000.

Marcelo saudou ainda a presença na peregrinação dos "irmãos" que vieram de Cabo Verde e da Guiné-Bissau, "países que falam português".

"Por mais anos que viva nunca esquecerei este dia, não esquecerei a peregrinação, a homenagem feita a Fátima, este ano que recebemos em Fátima o Papa Francisco e em que comemoramos os 100 anos das aparições", disse.

Quando terminou o discurso do Presidente, os portugueses gritaram "Marcelo, Marcelo", com o mesmo entusiasmo que minutos antes gritaram "David, David".

Por seu lado, o Grão-duque, que raramente fala em público sem ser em cerimónias oficiais dirigiu-se aos portugueses para lhes dizer que está "impressionado com o trabalho que fazem" no Luxemburgo

"Sem vocês não teríamos conseguido construir o nosso país, isso posso assegurar-vos, vocês trouxeram o sol, o bom humor e o calor humanos e estamos muito reconhecidos por isso", disse.

O Grão-Duque também mereceu vivas dos portugueses que estavam no Liceu do Norte e que gritaram "Henry, Henry".

Depois da parte oficial, Marcelo passou as barreiras de segurança e esteve quase duas horas a distribuir beijos e a tirar 'selfies' entre a multidão, para desespero dos seguranças luxemburgueses.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Macau: uma oportunidade ainda a descobrir
Alberto Carvalho Neto
Presidente da AJEPC
A importância da participação eleitoral nas comunidades
José Luís Carneiro
SECP
4 pilares para a prevenção de Alzheimer
George Perry
Diretor da Fac. de Ciências da Univ. do Texas
DISCURSO DIRETO
A preservação da memória e identidade da emigração portuguesa na toponímia
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Portugal a votos
José Caria, Diretor-Adjunto da PORT.com
PORTUGAL
Lusos em Luanda
Jack Soifer, Consultor Internacional
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ