ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Bairro Português de Hamburgo
Luisa Pais Lowe • 17-Ago-2017
Bairro Português de Hamburgo



Luisa Pais Lowe, Cônsul Geral de Portugal em Hamburgo, descreve a 'cidade mais portuguesa da Alemanha'.

A Cidade Livre e Hanseática de Hamburgo é conhecida como “a cidade mais portuguesa da Alemanha”, desde logo porque é a cidade alemã com a maior comunidade portuguesa do país (calculada em cerca de doze mil concidadãos), conhecida e respeitada pelo seu excelente nível de integração, dedicação ao trabalho e simpatia. Os portugueses de Hamburgo prosperam com os seus negócios e o seu comércio, e têm vindo a construir uma vida digna e bem sucedida de geração em geração. Há uma identificação natural com a cidade, porque Hamburgo é cosmopolita e aberta ao mundo, tal como os portugueses, que sempre abraçaram o mar, partindo à descoberta do planeta e das suas gentes.

Portugal está presente em Hamburgo desde os tempos da Liga Hanseática e existem, por toda a cidade, numerosos símbolos da presença portuguesa, histórica e contemporânea, desde uma imponente estátua de Vasco da Gama numa das principais pontes sobre o rio Elba até à Rua Amália Rodrigues, na zona típica de Altona. Mas nada se compara ao emblemático e alegre Bairro Português de Hamburgo (“Portugiesenviertel”), no coração da zona portuária, com os seus mais de trinta restaurantes e cafés portugueses, todos assinalados de forma bem distinta e colorida, numa inesperada onda verde e vermelha a pairar sobre as ruas. É, sem sombra de dúvida, uma das zonas mais famosas e populares da cidade, atraindo milhares de turistas, alemães e estrangeiros, que frequentam os restaurantes e cafés e apreciam a gastronomia portuguesa. À noite, tudo se ilumina e as saídas à noite, de jovens e menos jovens, passam quase todas, obrigatoriamente, pelo Bairro Português. Ali todos convivem, numa harmonia multicultural e cívica que constitui um verdadeiro exemplo para a Europa e para o mundo.

Não obstante o bairro ser, efetivamente, um “pequeno Portugal”, no sentido em que predominam os estabelecimentos comerciais e as cores, símbolos e letreiros portugueses, as suas ruas já não são, atualmente, habitadas maioritariamente pelos nossos compatriotas, ao contrário do que aconteceu nos anos sessenta. Nessa época chegou a Hamburgo a primeira vaga de imigração moderna portuguesa, para trabalhar na indústria portuária e marítima, fixando-se, naturalmente, naquelas mesmas ruas estreitas junto ao porto, porque estavam próximas do local de trabalho, porque os outros colegas e conhecidos já lá viviam e também, provavelmente, porque o cheiro a maresia e o cantar das gaivotas ajudavam a superar as saudades. Ou seja, a perfeita simbiose entre o espírito prático e a nostalgia dos Portugueses. Com o passar das décadas, a abertura gradual dos estabelecimentos gastronómicos portugueses e a transformação da zona portuária central de Hamburgo num polo de atração da cidade, o “Portugiesenviertel” e os seus restaurantes ficaram na moda e passaram a ocupar lugar central nos roteiros turísticos da cidade. Em consequência, tudo ficou mais caro e o mercado imobiliário disparou em preço e procura, levando os nossos compatriotas a habitar em áreas menos dispendiosas. Mas ficaram os restaurantes, a portugalidade e a simbologia. O galão e o pastel de nata são os heróis do bairro, deliciando os alemães e incorporando o seu vocabulário com naturalidade (sim, eles conseguem pronunciar razoavelmente o ditongo do “galão”!). Adoram o ambiente, a comida e as gentes, porque os fazem sonhar com viagens paradisíacas, praia e sol, ou porque lhes recordam, simplesmente, as belas férias de verão passadas em Portugal.

O Bairro Português também é o local por excelência de comemoração de tudo o que é nacional e é bom. Ali se festejaram com alegria os 50 anos da Comunidade Portuguesa da Alemanha e o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portugueses, em 2014. Naquelas ruas vibraram e celebraram multidões toda a noite (portugueses, alemães e muitos outros) em Julho de 2016, quando Portugal venceu o campeonato europeu de futebol, o Euro 2016. E até Salvador Sobral logrou espalhar magia e melodia no bairro com a sua vitória no Festival Eurovisão da Canção, há poucos meses. No Bairro Português de Hamburgo, de mão dada com os alemães e com o mundo inteiro, confluem o melhor de nós e o enorme orgulho de ser Português numa cidade alemã que tem um pouco de alma portuguesa e cheira a maresia.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A relação entre Portugal e a sua Diáspora...
José Luís Carneiro
Implicações políticas da participação eleitoral nas comunidades
Paulo Pisco
Deputado do PS
Porque não te calas?
José Caria
Diretor-Adjunto PORT.com
DISCURSO DIRETO
ENTREVISTA
Berta Nunes, secretária de Estado das Comunidades
PORTUGAL
ENTREVISTA
António Saraiva, Presidente da CIP
PORTUGAL
ENTREVISTA
Luís Faro Ramos, Presidente do Camões I.P.
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ