ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Meio milhar de portugueses em risco de deportação devido a programa de Trump
Revista PORT.COM • 06-Out-2017
Meio milhar de portugueses em risco de deportação devido a programa de Trump



Quinhentos e vinte portugueses podem ser deportados nos EUA, devido à decisão do Presidente norte-americano de terminar o programa que protege pessoas levadas ilegalmente para o país, em crianças, disse o secretário de Estado das Comunidades.

"Podemos afirmar que o número de portugueses abrangidos pelo DACA ['Deferred Action for Childhood Arrivals' ou seja Ação Diferida para Imigração Infantil] totaliza 0,1% do total, cifrando-se nos 520 cidadãos, segundo dados oficiais da administração americana (datados de setembro de 2017)", referiu José Luís Carneiro.

A comunidade portuguesa e luso-americana nos Estados Unidos da América (EUA) "é uma comunidade bem integrada, na sua larguíssima maioria, de segunda e terceira geração", tendo o último fluxo significativo de imigração terminado nos anos 80, explicou o governante, em resposta a questões da agência Lusa.

O programa, que foi lançado em 2012 por Barack Obama, permite a jovens que foram levados para os EUA em crianças de forma ilegal receberem proteção contra deportação, autorização de trabalho e número de segurança social.

O anúncio, por parte da Administração norte-americana, da suspensão, gradual, do DACA, marca apenas o início de um processo legislativo que poderá prolongar-se até março de 2018 e envolverá os poderes legislativo e executivo norte-americanos em matéria de imigração, especifica o secretário de Estado.

"Assim, não são neste momento claros os efeitos práticos da posição do Governo norte-americano", acrescenta.

José Luís Carneiro aponta ainda que "não tem havido perguntas e pedidos de informação a respeito desta temática por parte dos cidadãos, junto dos Serviços Consulares portugueses" nos EUA.

No entanto, salienta que o Ministério dos Negócios Estrangeiros, designadamente através da sua rede diplomática e consular, continua a seguir "com o máximo cuidado e atenção quaisquer desenvolvimentos que possam ainda assim vir a afetar cidadãos portugueses ou luso-descendentes".

O prazo para os imigrantes abrangidos pelo programa que os protegia da deportação renovarem vistos de trabalho terminou ontem e, a partir de agora, nenhum dos cerca de 800.000 imigrantes chegados aos EUA enquanto crianças e que podiam trabalhar ou tirar a carta de condução, poderá fazê-lo, além de enfrentarem a deportação.

Só imigrantes cujos vistos expirem antes de 05 de março de 2018 podem candidatar-se à renovação e aqueles cujos vistos expiram a partir de 06 de março já não poderão fazê-lo.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Santa Casa da Misericórdia de Paris
Daniel Bastos
Historiador
Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades
José Cesário
Deputado
Ser português fora é ter Portugal dentro
Isabelle Coelho-Marques
Presidente da NYPALC
DISCURSO DIRETO
Portugal Maior
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Português é uma língua com valor universal»
Luís Faro Ramos, presidente do Instituto Camões
PORTUGAL
«A China está pronta para nos acolher»
José Augusto Duarte, Embaixador de Portugal na China
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ