ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

OE2018: Conselho das Comunidades Portuguesas pede ao Governo reforço do orçamento
Revista PORT.COM • 21-Out-2017
OE2018: Conselho das Comunidades Portuguesas pede ao Governo reforço do orçamento



O Conselho das Comunidades Portuguesas pediu ao Governo um reforço do orçamento para 2018 para procurar garantir um maior contacto entre os conselheiros e os emigrantes, disse o presidente deste organismo, Flávio Martins.

Quando se prepara a discussão do Orçamento do Estado para 2018, os representantes da diáspora entregaram uma proposta ao Governo a defender o aumento da verba atual, na ordem dos 100 mil euros.

"Propusemos uma receita maior do que a de 2017 para que possamos ter uma autonomia que nos permita realizar mais atividades", disse à Lusa Flávio Martins.

Este ano, o Conselho conseguiu realizar as reuniões dos diferentes órgãos - conselho permanente ou comissões temáticas -, mas a verba não chega para as reuniões das secções e subsecções nem suportar os custos das deslocações dos conselheiros dentro das áreas que estão sob a sua tutela.

Segundo Flávio Martins, "o mínimo indispensável" seria uma verba de 150 mil euros por ano.

O presidente do conselho permanente do CCP explicou que só com mais orçamento os conselheiros poderão "ir pelo menos uma vez ao encontro das suas próprias comunidades".

Os conselheiros têm sob a sua alçada zonas geográficas muito grandes, que obrigam a viagens longas e "não pode sair do bolso deles", comentou o responsável.

O Conselho das Comunidades Portuguesas tem 63 membros confirmados, sendo que nos 50 círculos eleitorais existentes seria possível eleger até 80 membros.

O Brasil é o país que elegeu mais conselheiros, 13 no total, seguido por França, com 10 conselheiros, Estados Unidos (sete), e Venezuela (seis) e Alemanha, África do Sul e Suíça, com quatro conselheiros cada.

O CCP é o órgão consultivo do Governo para as políticas relativas às comunidades portuguesas no estrangeiro, tuteladas pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Compete-lhe, em geral, emitir pareceres, produzir informações e formular propostas e recomendações sobre as matérias que respeitem aos portugueses residentes no estrangeiro e ao desenvolvimento da presença portuguesa no mundo.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Santa Casa da Misericórdia de Paris
Daniel Bastos
Historiador
Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades
José Cesário
Deputado
Ser português fora é ter Portugal dentro
Isabelle Coelho-Marques
Presidente da NYPALC
DISCURSO DIRETO
Portugal Maior
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Português é uma língua com valor universal»
Luís Faro Ramos, presidente do Instituto Camões
PORTUGAL
«A China está pronta para nos acolher»
José Augusto Duarte, Embaixador de Portugal na China
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ