ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Associação dos Emigrantes Açorianos tem novo presidente
Revista PORT.COM • 18-Jan-2018
Associação dos Emigrantes Açorianos tem novo presidente



Na tomada de posse, o novo presidente ressalvou a importância desta Associação na promoção e salvaguarda da história e cultura da emigração açoriana, assim como na defesa dos interesses dos emigrantes e seus descendentes, e ainda dos pretendentes a emigrantes.

A Associação dos Emigrantes Açorianos (AEA) elegeu os seus novos órgãos sociais, tendo como presidente Rui Faria para o próximo triénio 2018-2021. 

Nos próximos três anos, a AEA irá apostar em dois grandes objetivos. Em primeiro lugar irá desenvolver diversos projetos dedicados aos jovens da Diáspora e aos residentes açorianos porque, como salientou o novo presidente, “recordar é não deixar esquecer, e é a primeira ferramenta para preparar o futuro”. Neste panorama, é intuito da AEA desenvolver a nível regional a temática da emigração açoriana nas escolas açorianas porque, como Rui Faria defendeu, “se os Açores querem que a história e memória dos emigrantes não desapareça, temos de começar a preparar os Açores para os filhos e netos dos nossos açorianos da diáspora, dando a conhecer os Açores como terra de futuro e de oportunidades, simples de investir, de visitar e residir”.

O segundo objetivo passa pela disponibilidade de serviços para os problemas que os emigrantes sentem ao visitar os Açores, essencialmente quando precisam de resolver questões relacionadas com terrenos, casas ou simples assuntos burocráticos, refere a AEA em comunicado.

“A AEA irá trabalhar com as câmaras municipais e administração regional para, com o apoio das novas tecnologias, ser criado uma espécie de GPS dos serviços regionais, apoio que será muito bem-vindo para os emigrantes, mas também para os Açorianos em geral”, defende Rui Faria.

O novo presidente da associação não esqueceu o papel dos vários governos regionais açorianos, “onde a temática das comunidades açorianas sempre teve um papel fulcral na orgânica governativa”, mas defendeu também que está na hora de a administração local açoriana ter um papel mais ativo e atento às comunidades açorianas, nomeadamente na facilitação burocrática e informatização dos seus serviços camarários.

“Ninguém faz nada sozinho e a Associação vive do voluntariado, e toda a ajuda e apoio neste projeto será sempre bem-vindo”, lembrou Rui Faria lembrou, salientando que “os pedidos de colaboração e parceria que a Associação solicitará, terão sempre como objetivo o prosseguimento dos objetivos da Associação dos Emigrantes Açorianos”.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Emigração traz riqueza
Jack Soifer
Jack Soifer, Consultor internacional
Mudanças na legislação eleitoral, conquista ou oportunidade perdida?
José Cesário
Deputado
O Festival Kunchi e os laços ancestrais entre Portugal e o Japão
Daniel Bastos
Historiador
DISCURSO DIRETO
Macau, ponto focal do comércio Portugal-China
Paulo Alexandre Ferreira, Secretário de Estado Adjunto e do Comércio
PORTUGAL
Importância estratégica de Macau
José Caria, Diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Adega Mayor representa uma aposta de crescimento»
Rita Nabeiro, Diretora da Adega Mayor
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ