ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Dois jovens irmãos lusodescendentes editam revista venezuelana para diplomatas
Revista PORT.COM • 23-Jan-2018
Dois jovens irmãos lusodescendentes editam revista venezuelana para diplomatas



Dylan Pereira e Kevin Pereira, de 17 e 16 anos respetivamente, lançaram a revista 'Diplomacia', especializada em informação para diplomatas, que além de abordar temas de atualidade, promove a aproximação das comunidades estrangeiras ao desenvolvimento da Venezuela.

“O nosso propósito é produzir um produto para que os diplomatas da Venezuela e da América Latina tenham acesso a uma informação de qualidade, baseada nos acontecimentos mais importantes do mundo e da Venezuela”, explicou Dylan Pereira.

A estudar Engenharia Química, o lusodescendente explicou que há quatro anos teve contacto com o mundo diplomático local e que a periodicidade da revista é trimestral, e estão associados com a Associação de Jornalistas Ibero-americanos, o que lhes permite distribuir a revista na República Dominicana e na cidade de Miami, Estados Unidos.

Por outro lado, explicou que na Venezuela há uma centena de embaixadas e que esse é o objetivo principal, mas que estão também “centrados” em universidades como a Universidade Católica Andrés Bello e a Universidade Metropolitana, com as quais dizem ter excelentes relações.

A ideia, segundo o irmão, Kevin Pereira, nasceu por ser “um projeto que nunca tinha sido realizado na Venezuela”. O processo preparatório, disse, foi longo, um ano e meio” e foi necessário contactar pessoas com conhecimentos em edição, grafismo. Também a seleção de temas e reunir os colaboradores e escritores de temas especializados.

A revista Diplomacia tem 80 páginas é dirigida pelo ex-diplomata venezuelano Júlio César Pineda, que atualmente se desempenha como analista internacional na televisão privada local, professor universidade e presidente-fundador do Instituto Superior de Estudos Internacionais e Diplomáticos de Caracas.

No que respeita aos temas da primeira edição, o destaque foi para a ascensão ao poder do Presidente Emmanuel Macron, em França, “que já tem a revista, conhece o projeto e ficou agradecido”.

Também o processo de paz na Colômbia, a economia internacional com base na chegada ao poder do Presidente Donald Trump, e a importância e vigor da União Europeia.

A iniciar estudos também em engenharia, Kevin Pereira fez questão de referir que a revista é uma prova de que há lusodescendentes que continuam a acreditar no futuro da Venezuela, apesar da crise político-económica local.

“Há muitos portugueses que não querem abandonar o país, e que lutam pelo desenvolvimento da Venezuela. Nós ficamos cá (não vamos embora), fizemos novos projetos, e acreditamos que as crises e as dificuldades são ferramentas para progredir e inovar”, concluiu.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Santa Casa da Misericórdia de Paris
Daniel Bastos
Historiador
Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades
José Cesário
Deputado
Ser português fora é ter Portugal dentro
Isabelle Coelho-Marques
Presidente da NYPALC
DISCURSO DIRETO
Portugal Maior
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Português é uma língua com valor universal»
Luís Faro Ramos, presidente do Instituto Camões
PORTUGAL
«A China está pronta para nos acolher»
José Augusto Duarte, Embaixador de Portugal na China
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ