ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Emigrantes portugueses fogem de crise na Venezuela
Revista PORT.COM • 30-Out-2016
Emigrantes portugueses fogem de crise na Venezuela



Os portugueses e lusodescendentes, assim como os venezuelanos, fogem de um país onde a alimentação, garantem, passou a ser um luxo.

Centenas de portugueses e lusodescendentes estão a sair da Venezuela por causa da crise política, económica e social. A maioria está a emigrar para países vizinhos na América do Sul, como o Brasil, o Perú ou o Chile, mas também para os Estados Unidos.

Grande parte da comunidade portuguesa na Venezuela é oriunda da Madeira, de onde serão cerca de 300 mil emigrantes. Mas, de acordo com o que explicou o Secretário Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus à Rádio Comercial, são poucos os que regressam ao arquipélago.

Com o aumento da tensão na Venezuela, têm aumentado também os pedidos de apoio aos serviços consulares no país.

Os protestos desta semana, designados pela oposição como “tomada da Venezuela”, ocorreram em várias cidades do país, entre eles Caracas, Barquisimeto, Maracay, Valência, San Cristóbal e San António del Táchira (fronteira com Colômbia), havendo informações não confirmadas de que pelo menos duas dezenas de pessoas foram detidas no município Sucre (a leste da capital).

A oposição denunciou que dez estações do Metropolitano de Caracas estiveram encerradas e que funcionários da Guarda Nacional Bolivariana (GNB, polícia militar) e da Polícia Nacional Bolivariana, colocaram pontos de controlo móveis, dificultando a circulação de viaturas de cidadãos desde várias regiões até Caracas, em particular na Autoestrada Regional do Centro e a Autoestrada Gran Mariscal de Ayacucho.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Joe Silvey, um pioneiro da sociedade multicultural no Canadá
Daniel Bastos
Historiador
Sejam muito bem-vindos. Os Açores contam consigo!
Vítor Fraga
CEO da SDEA
As comunidades e a limpeza das matas
Paulo Pisco
Deputado do PS
DISCURSO DIRETO
Angola aqui e agora
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«A lusofonia é o instrumento privilegiado de afirmação dos povos»
Vitor Ramalho
PORTUGAL
«Apostou-se muito no combate e pouco na prevenção»
Miguel Freitas
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ