ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

NYPALC entrega prémio honorário ao português Joaquim Neto
Revista PORT.COM • 10-Mai-2018
NYPALC entrega prémio honorário ao português Joaquim Neto



A NYPALC (New York Portuguese-American Leadership Conference), federação de associações e organizações luso-americanas do estado de Nova Iorque, vai prestar homenagem às figuras da vida portuguesa que se destacaram no ano de 2017 ou pelo conjunto do seu envolvimento comunitário e associativo.

A Gala do Dia de Portugal vai reunir, no dia 19 de maio, no PAC de Suffolk (Farmingville), a comunidade luso-americana de Nova Iorque, para homenagear os portugueses e lusodescendentes que mais se destacaram naquela comunidade.  Os 13 elementos que vão ser distinguidos pela NYPALC, “pelo contributo para o desenvolvimento da comunidade portuguesa e lusodescendente de Nova Iorque”, são:

PRÉMIO HONORÁRIO

Joaquim Neto

 

Joaquim Neto nasceu na Serra de Bouro, Portugal. Durante a sua juventude, concluiu a escola comercial na Escola Rafael Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha. Foi secretário da Junta da Freguesia da Serra do Bouro até ingressar na Força Aérea Portuguesa aos 18 anos.

Aos 24 anos imigrou para os Estados Unidos, em busca de mais oportunidades e uma melhor qualidade de vida. Casou-se em setembro de 1959 com uma cubana, por quem se apaixonou durante um piquenique em junho de 1959 em Elizabeth, NJ, e estão casados há quase 60 anos. Mudou-se para Yonkers na década de 1960 e trabalhou a maior parte de sua vida na General Motor Corporation em Tarrytown, Nova York.

O casal tornou-se membro ativo do Portuguese American Community Center de Yonkers (PACC de Yonkers), assim como a sua única filha, Sylvia, que seguiu o exemplo dos pais e fundou uma banda portuguesa luso-americana em Yonkers, em 1977 (Blackout 77) que, até hoje, ainda é conhecida no nordeste americano. Através dos valores de cultura e educação incutidos por Joaquim, a filha tornou-se fluente em português e obteve seu MBA em finanças corporativas e ciência da computação.

Além da sua dedicação aos valores familiares e à educação, Joaquim Neto sempre foi fiel às suas raízes, envolvendo-se ativamente na comunidade. Assim, durante os anos 80, quando o PACC de Yonkers precisava de uma casa, Joaquim assumiu o cargo de vice-presidente da instituição e foi fundamental na campanha de sucesso para angariar fundos para a construção do atual centro comunitário de Yonkers. Saiu sob as condições climáticas mais adversas e bateu em portas que eram sempre recetivas. Através da ajuda de muitos luso-americanos em Yonkers e Westchester, o novo clube Português de Yonkers surgiu em 1986 com Joaquim como presidente eleito. Após uma pequena interrupção, Joaquim voltou a presidir a instituição em 1989 para continuar a reconstrução do centro comunitário. Durante os anos seguintes, tornou-se também um participante ativo da associação cívica portuguesa e foi homenageado com a distinção de ‘Homem do Ano’.

Hoje - já com um neto, que também fala português, e está a estudar na prestigiada Universidade Colgate – Joaquim Neto continua a ser um membro ativo do PACC.

 

PRÉMIO HOMEM DO ANO

Manuel Cruz

 

Manuel "Tino" Cruz, nascido em 1956 em Coimbra, imigrou para os Estados Unidos em 1978. Pouco depois, entrou no PACC Spring Valley. Durante anos, Tino ocupou vários cargos no centro e da escola.

Em 2008, a Vila de Spring Valley declarou domínio eminente sobre o PACC de Spring Valley, o que levou ao encerramento do clube. Anos mais tarde, o PACC Spring Valley processou a Vila de Spring Valley e ganhou o processo. Entretanto o clube voltou a ser reerguido numa nova propriedade.

Durante este período, Tino foi o pilar do PACC Spring Valley. Ele assumiu um projeto, com apoio e assistência limitados. A 9 de dezembro de 2017, dez anos após o encerrar do PACC Spring Valley, a NYPALC presenciou a inauguração de um novo PACC Spring Valley.

 

PRÉMIO MULHER DO ANO

Cristina Ponte

Rancho Sonhos e Juventude de Portugal, Mineola

 

Cristina Pontes, nascida em Trás-os-Montes Portugal (Vidago), imigrou para os Estados Unidos aos quatro anos. Durante a infância, frequentou a escola portuguesa de Mineola e, na adolescência, o Clube Mineola estando, até hoje, sempre ligada às comunidades portuguesas.

Cristina sempre dedicou muito do seu tempo a ajudar a comunidade portuguesa, para promover a herança e a cultura portuguesas. Atualmente é diretora dos grupos folclóricos no Centro Português de Mineola e organiza todos os eventos ligados a esta coletividade.

Em 2011 criou a Fundação João Teixeira, em memória do primo que faleceu com cancro no cérebro, que organiza uma excursão anual de golfe para arrecadar recursos para pesquisas sobre o cancro e para ajudar os membros mais necessitados da comunidade. Nos últimos seis anos, a Fundação João Teixeira doou 82.000 dólares (cerca de 70 mil euros) para organizações de caridade e famílias.

Embora o Rancho e o Fundo Memorial ocupem grande parte do seu tempo livre, Cristina Pontes também está envolvida na festa anual da Casa do Porto e faz parte da direção do Clube Português do Mineola.

 

PRÉMIO JOVEM HOMEM DO ANO

Philip Dinis

Portuguese Center of Suffolk, Farmingville

 

Philip Dinis nasceu em 1983 em Shirley, Nova York. Ele é um produto da Longwood High School, onde participou do coral musical e foi selecionado duas vezes para o All State Choir. Ele jogou na equipa de futebol americano por 6 anos, participando no Long Island Championship Team em 1999 e, foi selecionado para o All Suffolk e Division All Star em 2000.

Frequentou um semestre na Universidade de S. John, depois de ganhar uma bolsa de estudos oferecida pela equipa de futebol americano e também estudou na Suffolk Community College.

Aos 20 anos foi pai e a sua vida mudou. Optou por trabalhar com o pai no ramo da construção civil, o que lhe permitiu comprar a sua primeira casa aos 21 anos. Aos 23 anos, Phil tornou-se supervisor e, ainda hoje, trabalha para a mesma empresa.

Phil foi treinador de futebol durante seis anos, mas sempre encontrou tempo para apoiar as suas raízes portuguesas.  faz parte da comunidade portuguesa de Farmingville desde que seus pais o matricularam na escola portuguesa, "Antero de Figueiredo", aos 8 anos, da qual ele se formou no nono ano. Ele também dançou com o "Rancho Aldeias de Portugal" por 4 anos.

Em 2003, tornou-se membro do PAC de Suffolk e, no tempo livre, começou a fazer voluntariado no bar do Centers. Desde então, Philip ajudou com eventos e piqueniques dos Centros. Em 2017, ele foi nomeado vice-presidente do PAC de Suffolk, pela sua dedicação à comunidade.

 

PRÉMIO JOVEM MULHER DO ANO

A’loise Faria

Portuguese American Community Center, Yonkers

 

A'Loise Faria nasceu em Yonkers, NY. Atualmente, está matriculada na Faculdade John Jay de Justiça Criminal em Nova York, a fazer o curso de ciências políticas.

A'Loise alcançou grandes conquistas na Yonkers High School. Formou-se com um diploma IB e foi introduzida na National Art Honor Society. Enquanto se concentrava na sua educação, A'Loise sempre encontrou tempo para ajudar os alunos do ensino básico e para ser solidária, distribuindo comida e roupas aos sem abrigo.

A'Loise participou ativamente nos grupos do PACC Yonkers e, atualmente, ela é um membro ativo do centro, sobretudo na área dos eventos. É um exemplo para os jovens portugueses se esforçarem para tornar a comunidade num lugar melhor.

 

PRÉMIO REVELAÇÃO

Nicole Ribeiro

Long Island Portuguese Leos, Mineola

 

Nicole Ribeiro é aluna do 11º ano, editora de notícias do jornal da East Meadow School - o “Jet Gazette” - e faz parte de 10 grupos escolares: espanhol, inglês, matemática, estudos sociais, ciências e a National Honor Society.

 

Nicole faz ainda parte do Kiwanis 'Key Club, está no Conselho Consultivo de Adolescentes (TAB) da Biblioteca Pública East Meadow e é presidente dos Leos portugueses de Long Island.

É uma adolescente pró-ativa e solidária, que já foi oradora convidada na Conferência da Juventude Portuguesa de Nova Iorque em 2018. 

 

PRÉMIO REVELAÇÃO

Mariana Rodrigues Luz

Long Island Portuguese Community Center, Brentwood

 

Mariana tem 13 anos e nasceu em Bay Shore, Nova York. Começou a frequentar o Centro Português Americano de Long Island (Brentwood) desde cedo, fala português fluentemente e conhecer bem a cultura e história de Portugal.

A jovem adora visitar Portugal (fê-lo em 2016), gosta de gastronomia lusa e de dançar ao som de música tipicamente portuguesa, especialmente o Vira do Minho.

Mariana está envolvida com o Centro LIPAC, assim como a sua família, sobretudo no voluntariado para eventos e na angariação de fundos para a Escola Comunitária Portuguesa.

Em 2014 ganhou um prémio oferecido pelo Banco de Investidores em cooperação com a NYPALC, onde participou no concurso "O que significa para ti ser português?"

Além do envolvimento na comunidade portuguesa de Nova York, Mariana é ‘uma excelente aluna’ em todas as disciplinas e participa em inúmeras atividades extracurriculares.

  

EMPRESA DO ANO

Greenview LANDSCAPING, Ossining

 

Eliseu Arraiano, presidente da Greenview Landscaping, chegou aos EUA em 1978, quando era adolescente. Oriundo de Maceira, Eliseu fundou a sua própria empresa de paisagismo e rapidamente a transformou num negócio de sucesso.

Eliseu é membro ativo do Ossining Portuguese Club há mais de 30 anos, atuando em diversas funções. Desde 2016 que está como presidente da assembleia, presidindo e mantendo a ordem geral nas reuniões trimestrais de membros.

Segundo a NYPALC, o maior festival do ano – Dia de Portugal - não poderia ser realizado sem os serviços dele ou da sua empresa.

 

PRÉMIO AMIGO DA COMUNIDADE

Wilson Terrero, Yonkers

 

Wilson A. Terrero nasceu na cidade de Las Matas de Farfán, localizada no sudoeste da província de San Juan. O seu envolvimento cívico começou ainda muito jovem, através de trabalho voluntário na Igreja Católica que ele frequentou e foi eleito Presidente do Grupo da Igreja Paroquial Juvenil. Em 1989 mudou-se com os pais para os EUA.

Foi eleito presidente da Associação Latino-Americana de Estudantes por dois anos consecutivos e criou programas que foram fundamentais para a educação e o progresso dos estudantes latinos. Foi, também, eleito durante três anos consecutivos como presidente do Comitê de Jantar de Bolsas Hispânicas da Mercy College e continua a ser um membro ativo do comitê.

Durante os estudos universitários, ele e a família aventuraram-se com sucesso em negócios e abriram uma Loja de Descontos que, mais tarde, deu lugar a uma pequena rede de mercearias.

Na cidade de Yonkers, fundou a Associação Cultural Dominicana de Yonkers, Inc. em 2003. Sob sua liderança, a organização criou e implementou programas que continuam a mobilizar e apoiar a comunidade latina. Desde 2016, já ajudou mais de 350 residentes de Yonkers a obter cidadania dos EUA e a renovar os cartões de residência expirados, de forma gratuita.

Em 2006, foi nomeado para um mandato de quatro anos como membro do conselho do Yonkers, é também membro fundador da Federação Yonkers da Câmara Hispânica de Comércio; ele foi reconhecido pelo Westchester Hispanic e faz parte da Fundação Rotary International. Em 2012, Wilson Terrero fez história quando os seus colegas votaram, por unanimidade, para que ele fosse o primeiro líder da maioria latina do Conselho da Cidade de Yonkers.

Wilson Terrero é um modelo para muitos na comunidade e um exemplo de um latino bem-sucedido nos Estados Unidos.

  

PROFESSORA DO ANO

Maria Helena Bernardo

Escola João de Deus, Yonkers

 

Maria Helena Bernardo, ex-professora do ensino médio em Portugal, é licenciada em Direito pela Universidade de Coimbra. Emigrou para os Estados Unidos em 2002 e começou a ensinar português na Escola Infante D. Henrique (Mount Vernon). Há 12 anos atrás, ela também começou a ensinar a língua portuguesa na Escola João de Deus (Yonkers) e tem sido a sua única professora nos últimos dez anos. Ela também ensina português na Escola Sa Carneiro (New Rochelle) e é a única professora de Português desta comunidade. Desde o ano letivo de 2012/2013, todas as escolas que serve cumprem os programas portugueses-EPE do Instituto Camões.

Até à data, Maria Helena tem um histórico de 78 alunos aprovados com sucesso no exame de certificação do Instituto Camões.

 

PRESIDENTE DE ORGANIZAÇÃO DO MEMBRO DO ANO

José de Sá

Hudson Valley Portuguese American Cultural Center, Hopewell Junction

 

José de Sá nasceu em 13 de março de 1954, em Grade, Arcos de Valdevez. Chegou aos Estados Unidos aos 13 anos e imediatamente abraçou sua nova casa. Ainda adolescente, frequentou atividades no Jamaica Portuguese Club e no Mineola Portuguese Club, onde pôde continuar a falar na sua língua materna e a viver as tradições e a cultura de Portugal.

José tornou-se presidente da HVPACC em 2014. Ele teve a honra de expandir o conhecimento das tradições, língua e cultura portuguesas no condado de Dutchess.

Foi, igualmente, um dos fundadores da Escola Fernando Pessoa.

 

GRAND MARSHALL

Alcides Rodrigues

Clube Recreativo Português, Jamaica

 

Nascido em Trezoi, Mortágua em 1972 e criado em Jamaica (Nova Iorque) desde 1975, Alcides Rodrigues tornou-se parte do Clube Recreativo Português de Jamaica (Queens, NYC). O português está envolvido nos eventos da comunidade lusa de Jamaica desde muito jovem.

Atualmente é o vice-presidente do Clube Recreativo Português de Jamaica e um membro muito ativo em função de angariações de fundos em prol das instituições de caridade, colaborando diretamente em inúmeras angariações de fundos para os mais necessitados em Portugal, ultimamente para Bombeiros Voluntários de Portugal.

Até ao início de 2018, Alcides foi ainda vice-presidente da American Foundation for Charities of Portugal.

Alcides Rodrigues tem sido, e continuará a ser, um membro valioso, ativo e apoiante do trabalho desenvolvido pela NYPALC junto da comunidade luso-americana no Estado de Nova Iorque.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ