ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Comunidade brasileira celebra tradição religiosa levada por emigrantes açorianos
Revista PORT.COM • 23-Mai-2018
Comunidade brasileira celebra tradição religiosa levada por emigrantes açorianos



O Ribeirão da Ilha, um dos bairros mais tradicionais de Florianópolis, Brasil, celebrou este fim de semana, a 20 de maio, mais uma festa de devoção ao Divino Espírito Santo. Tradição religiosa foi levada à capital do estado brasileiro de Santa catarina por emigrantes açorianos.

«Andar pelo Ribeirão da Ilha nesta altura é quase como estar em Portugal, na Idade Média. Quem nunca participou nestas celebrações pensa que se trata apenas de um desfile. Mas, é muito mais que isso, é a nossa religião, é uma devoção ao Divino Espírito Santo», explicou Marciano Romeu Dutra, empresário local.

As celebrações, que incluem missas, desfiles e procissões, decorrem em várias cidades do estado brasileiro de Santa Catarina, principalmente do litoral. Manda a tradição que, 50 dias depois da Páscoa, se enfeite a comunidade brasileira, cabendo todos os anos a uma família diferente a organização da procissão em homenagem ao Divino Espírito Santo.

Este ano, no Ribeirão da Ilha, a honra coube à família de Láurea Wellington Dutra, que pagou uma promessa, depois de pedir que o filho de 5 anos começasse a falar.

Esse menino que, há 42 anos, disse a primeira palavra a Láurea, é o empresário Marciano Dutra, hoje com 47 anos. Ele e a esposa foram os reis da festa, e os pais Láurea e o marido os imperadores.

«A organização dá trabalho, eles tiveram de pagar a alguém só para desenhar e trazer as fantasias», contam.

A festividade, cuja origem remonta a 1320, surgiu depois de Isabel de Aragão prometer ao Divino Espírito Santo abdicar do trono e dar uma grande festa em sua honra, caso a paz voltasse ao seu lar, depois do rei Dom Diniz a ter traído. O pedido da rainha de Portugal concretizou-se, e manteve-se a tradição durante séculos, chegando depois ao brasil no século XVIII através de emigrantes açorianos.


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
Emigração traz riqueza
Jack Soifer
Jack Soifer, Consultor internacional
Mudanças na legislação eleitoral, conquista ou oportunidade perdida?
José Cesário
Deputado
O Festival Kunchi e os laços ancestrais entre Portugal e o Japão
Daniel Bastos
Historiador
DISCURSO DIRETO
Macau, ponto focal do comércio Portugal-China
Paulo Alexandre Ferreira, Secretário de Estado Adjunto e do Comércio
PORTUGAL
Importância estratégica de Macau
José Caria, Diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Adega Mayor representa uma aposta de crescimento»
Rita Nabeiro, Diretora da Adega Mayor
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ