ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Detidos empregados de supermercado português por contrabando e corrupção
Revista PORT.COM • 23-Jul-2018
Detidos empregados de supermercado português por contrabando e corrupção



Sete empregados da rede de supermercados Central Madeirense, entre eles um lusodescendente, foram detidos pelas autoridades venezuelanas acusados de contrabando, corrupção, boicote e desestabilização económica.

As detenções no supermercado, de propriedade de empresários portugueses, tiveram lugar no último sábado, em Girardot, no estado venezuelano de Arágua (100 quilómetros a oeste de Caracas) na sequência de uma operação para combater a revenda ilegal de produtos básicos.

De acordo com o coordenador da Superintendência para a Defesa dos Direitos Socioeconómicos (Sundde), William Contreras, as investigações iniciaram-se devido a uma denúncia de um cidadão sobre a alegada revenda de produtos básicos neste supermercado.

A Subdde apontou, num comunicado divulgado no domingo, que os detidos são suspeitos de fornecer alimentos básicos e de primeira necessidade a uma rede de "bachaqueros" (vendedores informais) que depois os comercializavam a preços especulativos no 'mercado negro'.

A Polícia Nacional Bolivariana identificou uma carrinha, com dois dos detidos, em que no interior se encontravam 120 quilos de arroz, 100 quilos de farinha de milho pré-cozido.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ