ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Paróquia do Funchal ajuda à integração de lusodescendentes que regressaram da Venezuela
Revista PORT.COM • 03-Set-2018
Paróquia do Funchal ajuda à integração de lusodescendentes que regressaram da Venezuela



Curso intensivo de Língua Portuguesa abre no Funchal, na ilha da Madeira, para facilitar a integração e busca de emprego a lusodescendentes vindos da Venezuela.

A Paróquia da Sagrada Família do Funchal, na Ilha da Madeira, está a promover um curso de língua portuguesa para pessoas lusodescendentes vindas da Venezuela, e que buscam retomar as suas vidas na terra natal dos seus pais e avós.

Este projeto, que começou no mês de agosto, apoia sobretudo venezuelanos com ligações «de segunda e terceira geração a Portugal, e que têm aqui as suas raízes», conta o padre Nélio Mendonça, pároco da Sagrada Família, em entrevista à Agência ECCLESIA.

Segundo o sacerdote, são pessoas que tiveram de abandonar a Venezuela devido à situação de crise que o país enfrenta, que falam sobretudo espanhol e que têm de aprender português para poderem regressar ao mercado de trabalho, seja na Madeira ou no Continente.

De acordo com dados estatísticos da Associação Venexos, cerca de quatro mil venezuelanos e lusodescendentes estão neste momento a residir na Madeira.

O padre Nélio Mendonça mostra-se confiante no futuro destas comunidades, pois «trata-se de pessoas muito proativas, muito dinâmicas e empreendedoras», algo que «é uma mais-valia quer para a Madeira, quer para o país, quer inclusivamente para a Igreja».

O padre Nélio Mendonça espera, a partir do projeto deste curso, poder continuar a apoiar quem mais precisa, e deixa o desafio também às populações madeirenses, para que ajudem as comunidades da Venezuela, recorrendo por exemplo à Associação Venexos.  

O curso intensivo de português para lusodescendentes está a decorrer nas instalações da Paróquia da Sagrada Família, com alunos essencialmente mais jovens, abaixo dos 40 anos, e tem um custo de inscrição de 20 euros por mês.

As aulas têm lugar duas vezes por semana, em horário pós-laboral, e são orientadas por Aura Rodrigues, com formação feita no Instituto Camões em Caracas, e que é a atual responsável na Madeira pela Associação Venexos, um organismo que presta auxílio aos emigrantes venezuelanos em Portugal e também às comunidades da Venezuela.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Macau: uma oportunidade ainda a descobrir
Alberto Carvalho Neto
Presidente da AJEPC
A importância da participação eleitoral nas comunidades
José Luís Carneiro
SECP
4 pilares para a prevenção de Alzheimer
George Perry
Diretor da Fac. de Ciências da Univ. do Texas
DISCURSO DIRETO
A preservação da memória e identidade da emigração portuguesa na toponímia
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Portugal a votos
José Caria, Diretor-Adjunto da PORT.com
PORTUGAL
Lusos em Luanda
Jack Soifer, Consultor Internacional
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ