ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Nacionalização de emigrantes da Venezuela «ainda com dificuldades»
Revista PORT.COM • 29-Set-2018
Nacionalização de emigrantes da Venezuela «ainda com dificuldades»



Dos cerca de 6.000 emigrantes da Venezuela que regressaram à Madeira, mais de 4.000 estão inscritos no Sistema Regional de Saúde, apresentando o processo de nacionalização de lusodescendentes «algumas dificuldades».

O secretário-geral social-democrata madeirense, Rui Abreu, destacou aos jornalistas, após uma reunião com os responsáveis da Associação da Comunidade de Imigrantes Venezuelanos (VENECOM), que a larga maioria das pessoas afetados pela «grave crise humanitária» naquele país são emigrantes da Madeira.

«Esta situação já provocou o regresso de cerca de seis mil de euros madeirenses à sua terra, à Madeira. Desses, quatro mil de euros estão inscritos no Sistema Regional de Saúde», destacou, referindo que «mais de 1.200 estão a frequentar as escolas da região».

Falando sobre as principais dificuldades abordadas pela VENECOM, mencionou «a ocupação laboral, habitação, o processo de equivalências académicas e ainda a legalização da nacionalidade portuguesa».

«Porque para terem direito aos apoios que qualquer madeirense tem têm que ser portugueses e ter residência na Madeira e ainda há algumas dificuldades a esse nível», realçou.

Rui Abreu sublinhou que «o PSD e o Governo [da Madeira] do PSD estão atentos e preocupados com esta situação», mencionando que o secretário regional da Educação, Jorge Carvalho, que tem a tutela da emigração, tem estado a trabalhar em conjunto com o executivo da República.

O responsável do PSD da Madeira indicou que está prevista uma nova visita à Venezuela a 06 de outubro, para «verificar 'in loco' toda a situação» e perceber de que forma poderão ser agilizados «alguns problemas burocráticos de pessoas que queiram regressar».

Também considerou que face a esta situação pode haver necessidade de o Governo «reforçar verbas» ao nível da Segurança Social para a região.

«Têm sido desbloqueadas algumas», afirmou, reforçando que o secretário de Estado das Comunidades e o secretário regional da Educação da Madeira «estão a estudar a melhor forma de ajudar».


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ