ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Embaixador em França envia mensagem à comunidade portuguesa
Revista PORT.COM • 08-Dez-2018
Embaixador em França envia mensagem à comunidade portuguesa



O embaixador de Portugal em França, Jorge Torres Pereira, afirmou que a sua principal preocupação para este sábado, dia em que estão previstos mais protestos dos 'Coletes amarelos', é que «não haja efeitos colaterais na comunidade portuguesa».

“A minha preocupação principal é que não haja efeitos colaterais na Comunidade portuguesa das cenas de violência lamentáveis que vimos nestes sábados. É claro que não está em causa o direito ao protesto, isso são crises políticas normais em democracia”, afirmou, em declarações à Lusa, o diplomata português, que cumpriu ontem um ano em Paris.

O Embaixador Jorge Torres Pereira adiantou que a recomendação é manter ‘low profile’ (discrição), revelando estar otimista em relação aos protestos previstos para este sábado. “A recomendação é o ‘low profile’, não nos expormos. Aqui, na Embaixada, não estamos muito longe do Trocadero e da avenida Kleber [onde no passado sábado foram queimados vários carros]. Não é assim tão longe. Mas é uma questão de bom senso, não teremos os carros da Embaixada estacionados à frente do edifício”, referiu.

O diplomata acrescentou: “A minha expectativa é que não se vai repetir a sensação de quase descontrolo como no sábado passado”.

“Não vale a pena fazer uma dramatização exagerada. No sábado passado fui ao teatro à noite. Claro que, quando voltei, havia um cenário quase de Beirute, mas isso é outra coisa. As pessoas não devem ficar com a ideia de que houve um estado insurrecional que não se podia fazer o que quer que seja”, explicou o Embaixador.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português advertiu os cidadãos para que evitem “deslocações não necessárias” a Paris no sábado, face à “forte possibilidade de confrontos” nas manifestações convocadas pelos “Coletes Amarelos”.

Há três semanas que os Franceses saem à rua, bloqueando rotundas e autoestradas do país, primeiro para exigir a suspensão de um novo imposto sobre os combustíveis, mas depois também para denunciar o empobrecimento. 


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ