ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Número de cidadãos portugueses recenseados no Brasil sobe de 127 mil para 218 mil
Revista PORT.COM • 27-Jan-2019
Número de cidadãos portugueses recenseados no Brasil sobe de 127 mil para 218 mil



Números indicam um crescimento de 70%, não sendo, contudo, considerado um dado final. Brasil é o segundo país do mundo com maior número de cidadãos portugueses aptos a votar nas eleições.

O número de portugueses recenseados que moram no Brasil passa de 127 mil para 218 mil, com as novas leis eleitorais aprovadas em 2018, disse à agência Lusa o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, em visita a São Paulo.

«Com o recenseamento automático, passamos de 127 mil cidadãos portugueses recenseados no Brasil para um universo superior a 218 mil. Estes são os números de portugueses ou de pessoas com nacionalidade portuguesa com residência no Brasil», disse o governante, José Luís Carneiro, que se encontra em visita oficial ao Brasil, que está de visita à cidade de São Paulo.

Os números indicam um crescimento de 70%, no entanto, ainda não são considerados pelo Governo como dados finais. O secretário das Comunidades acrescentou o Brasil é hoje o segundo país do mundo com maior número de cidadãos portugueses aptos a votar nas próximas eleições legislativas marcadas para outubro, ficando atrás apenas da França.

«O objetivo principal desta visita [ao Brasil] é a realização de duas sessões de esclarecimento, uma em São Paulo e outra no Rio de Janeiro, sobre as novas leis eleitorais, que trazem consigo um importante conjunto de alterações», disse Carneiro.

A principal alteração da legislação eleitoral aprovada no ano passado que o secretário irá detalhar à comunidade portuguesa residente no Brasil é que pessoas com dupla cidadania podem ser candidatos nas eleições legislativas, para a Assembleia da República portuguesa.

Carneiro também falará sobre o sistema de votos por correspondência, em que os cidadãos portugueses residentes no Brasil poderão receber nas suas casas um boletim de voto e enviar para Portugal com o porte pago, e ainda sobre a possibilidade abertura de mesas de votação nos postos consulares.

O parlamento português aprovou em julho do ano passado o recenseamento automático para os residentes no estrangeiro e a possibilidade de optarem pelo voto presencial ou por correspondência nas eleições para a Assembleia da República, assim como a gratuitidade da correspondência.

Com esta medida, dos atuais 280 mil recenseados deverá passar-se para um milhão e 375 mil, de acordo com o “mapeamento” dos cidadãos portugueses residentes no estrangeiro realizado pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, Direção Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas, embaixadas, serviços consulares e a direção-geral da Administração Interna.

No âmbito da sua visita ao Brasil, José Luís Carneiro assinou, no Rio de Janeiro, um protocolo entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Ministério da Cultura, tendo em vista a digitalização e a valorização do acervo literário de diversos Gabinetes de Leitura fundados no Brasil por emigrantes portugueses.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ