ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Encontro Concelhio de Emigrantes juntou centenas de baionenses espalhados pelo mundo
Revista PORT.COM • 22-Ago-2019
Encontro Concelhio de Emigrantes juntou centenas de baionenses espalhados pelo mundo



Este evento promoveu o encontro e reencontro dos filhos da terra, sejam aqueles que emigraram e que agora regressam 'a casa' para matar saudades das suas gentes, ou aqueles que já o foram em tempos, mas que não deixam de se reunir para lembrar aquela fase das duas vidas.

O Encontro Concelhio de Emigrantes de Baião realizou-se no dia 14 de agosto, no Pavilhão Multiusos. A iniciativa, que se realizou pelo 9º ano consecutivo, juntou cerca de 300 emigrantes e foi um dia de confraternização, alegria e celebração das raízes.

No encontro estiveram presentes o presidente e o vice-presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, e José Pinho Silva, que tutela o Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE), o presidente da Assembleia Municipal de Baião e secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, os vereadores José Lima e Henrique Gaspar e o deputado eleito pela emigração na Europa, Paulo Pisco.

Esteve ainda presente a coordenadora do GAE, Ilda Borges, a quem coube a organização da iniciativa, que agradeceu a presença de todos os emigrantes, enaltecendo o contributo dado pela comunidade emigrante na realização do evento.

Paulo Pereira, por sua vez, desejou que o encontro concelhio de emigrantes, «um momento de partilha e de união» decorresse de forma positiva e do agrado de todos os participantes. O autarca elogiou, ainda, a «sagacidade e a capacidade» dos cidadãos baionenses que emigraram para o estrangeiro em busca de melhores condições de vida.

«Vocês são um orgulho e uma grande mais-valia para Baião, porque através do vosso trabalho, esforço e dedicação, mas também a forma como se integram nas comunidades dos países que vos acolhem, honram muito o vosso país e o vosso concelho», referiu.

José Pinho Silva, que tutela o Gabinete de Apoio ao Emigrante, saudou todos quantos marcaram presença mostrando «orgulho na grande capacidade dos emigrantes em adaptarem-se aos vários cantos do mundo» e lembrou «a importância da inscrição dos baionenses a residir no estrangeiro no GAE»  que, de acordo com Pinho Silva, «serve de elo de ligação entre a Câmara Municipal e as comunidades baionenses dispersas por vários países do Mundo e permite que a autarquia possa dar, dentro das suas competências e possibilidades, mais atenção aos baionenses no estrangeiro».

José Luís Carneiro, na sua intervenção, manifestou o orgulho que o Município de Baião sente na afirmação que os cidadãos do concelho têm no estrangeiro.

«Admiramos muito a capacidade de trabalho e o modo como honram o nome do nosso concelho nos vários países onde se encontram a fazer as suas vidas», frisou o secretário de Estado, manifestando ainda desejo de que todos possam regressar, um dia, ao concelho que é a sua casa.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
4 pilares para a prevenção de Alzheimer
George Perry
Diretor da Fac. de Ciências da Univ. do Texas
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
DISCURSO DIRETO
A emigração portuguesa para a Holanda
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ