ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Mais de dois milhões de pessoas em risco de fome em Moçambique
Revista PORT.COM • 06-Mar-2017
Mais de dois milhões de pessoas em risco de fome em Moçambique



A situação calamitosa só deve melhorar a partir de abril.

Cerca de 2,1 milhões de pessoas enfrentam risco de fome em Moçambique, um aumento de 700 000 em relação a novembro, face à diminuição das reservas e enquanto se espera a próxima colheita em abril, segundo a ONU.

"As colheitas começam em final de março, abril e à medida que vão passando os meses até à próxima colheita os stocks próprios da colheita passada vão diminuindo e também (...) no mercado é mais difícil comprar. Daí o aumento das pessoas afetadas", explicou à agência Lusa, Karin Manente, representante do Programa Alimentar Mundial (PAM) em Moçambique, num contacto telefónico.

Moçambique foi o ano passado um dos países mais afetados pela seca provocada pelo fenómeno El Niño e as organizações internacionais já estimavam em meados de 2016 que o pico da crise alimentar ocorresse entre novembro desse ano e o próximo mês de abril.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ