ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Brasil doa 1200 livros a bibliotecas de escolas moçambicanas
Revista PORT.COM • 23-Mar-2017
Brasil doa 1200 livros a bibliotecas de escolas moçambicanas



O acervo, que junta mais de 500 autores, é diversificado, passando pela literatura infanto-juvenil, poesia e obras diádicas e estará "brevemente disponível para as crianças nas escolas moçambicanas".

O Governo brasileiro doou 1.200 livros de autores e conteúdo diversos a Moçambique, um acervo destinado a bibliotecas de escolas primárias e secundárias.

"A doação tem um grande significado para as nossas crianças e demostra as boas relações existentes entre os dois países. Nós temos o Brasil como um país amigo", disse a ministra da Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique, Conceita Sortane, durante a cerimónia de entrega do donativo em Maputo.

Para a ministra, além de garantir o apoio aos acervos das bibliotecas, o donativo é "uma grande ajuda" para a ambição do Governo de incentivar o gosto pela leitura nas crianças, condição indispensável para sua "rápida e necessária" evolução.

"Nós sabemos que precisamos de incentivar a leitura nas nossas crianças", frisou a governante, considerando com o envolvimento de todos atores vivos da sociedade é uma das principais condições para a eficácia deste plano.

Também o embaixador do Brasil em Moçambique, Rodrigo Soares, destacou a importância do gosto pela leitura nas camadas mais novas, manifestando a abertura do Brasil para continuar a apoiar as ações do Governo moçambicano no que respeita à Educação.

"Moçambique é um importante amigo para o Brasil, numa relação histórica e que deve ser preservada", assinalou o diplomata, apontando, a título de exemplo, o facto de o país africano ser, do momento, um dos estados que mais envia estudantes para os programas de graduação e pós-graduação para o território brasileiro.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ