ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Marcelo envia ‘abraço caloroso’ à lusofonia
Revista PORT.COM • 01-Jun-2017
Marcelo envia ‘abraço caloroso’ à lusofonia



Já no ano passado, o Presidente da República, que tem dois irmãos - António Rebelo de Sousa e de Pedro Rebelo de Sousa -, tinha assinalado a celebração do Dia dos Irmãos, considerando que se trata de "uma ideia feliz".

O Presidente da República endereçou ontem um "abraço caloroso" aos seus irmãos, "amigos fraternos" e a todos os povos da lusofonia, numa mensagem que assinalou o Dia dos Irmãos.

"Aos meus irmãos, aos meus amigos fraternos e a todos os povos da lusofonia, um abraço caloroso do Marcelo Rebelo de Sousa", lê-se numa mensagem do chefe de Estado, divulgada no 'site' da Presidência da República.

Sublinhando que comemorar o Dia dos Irmãos é "comemorar aqueles que partilham o nosso sangue, em homenagem aos antepassados comuns", Marcelo Rebelo de Sousa começa por saudar "afetuosamente" e com "muita emoção" os seus irmãos, destacando os princípios e valores que partilham, não obstante as "trajetórias de vida distintas".

Princípios e valores que, escreve o Presidente da República, lhes foram transmitidos pelos pais, cuja memória procuram honrar em tudo o que fazem na vida.

Contudo, acrescenta Marcelo Rebelo de Sousa, "a fraternidade é também amizade" e, não por acaso, a palavra irmão é também usada para os amigos mais próximos, "aqueles a quem confessamos alegrias e tristezas, os que estão a nosso lado em todas as horas, boas ou más".

"De igual modo, não é raro termos sentimentos fraternos por aqueles que, pelas mais variadas razões, em nós suscitam o calor da fraternidade. Aos excluídos e aos que vivem sós, aos que atravessam situações difíceis no plano pessoal ou profissional, àqueles que mais precisam da nossa atenção", refere o chefe de Estado.

Além disso, "entre países e nações que ao longo dos séculos trilharam caminhos comuns", é também hábito evocar a fraternidade, lê-se na mensagem.

Por isso, Marcelo Rebelo de Sousa dirige também "uma palavra muito calorosa aos povos de expressão portuguesa, a quem chamamos 'irmãos' porque nos acompanham na comunidade da lusofonia, feita de amizade, de fraternidade e, sobretudo, de respeito mútuo".


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
A emigração portuguesa para a Holanda
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ