ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

O conteúdo desta página só pode ser visualizado na vertical!


imagem
Revista PORT.COM • 17-Jul-2017
Congresso da Educação Ambiental da CPLP é realização 'importante'



A secretária de Estado portuguesa da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior considerou o IV Congresso Internacional da Educação Ambiental da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, cujos trabalhos arrancam segunda-feira, como 'uma realização imensa e muitíssimo importante'.

"Este quarto congresso é ainda mais importante porque reúne todos os países da CPLP numa homenagem conjunta ao Príncipe, a reserva da biosfera, é de facto um elogio à natureza e à sua preservação", disse Maria Fernanda Rollo, no final de uma audiência, na cidade de Santo António, com o presidente do Governo Regional, José Cassandra.

O IV Congresso Internacional da Educação Ambiental decorre entre hoje e quinta-feira na ilha do Príncipe, reserva mundial da biosfera, com a participação confirmada de 270 delegados, sendo 120 estrangeiros, 60 que se deslocam de São Tomé e os restantes da ilha do Príncipe.

Maria Fernanda Rollo lamenta que "nem sempre os contextos são favoráveis", sublinhando que "a intervenção do homem, os esforços que se faz para preservar a natureza, nem sempre é bem-sucedida".

"Estamos todos a viver períodos de riscos e de agressões à natureza e uma vez mais precisamos de ter consciência, de trabalhar e de estudar e de ter conhecimento no sentido de contribuir de facto para a preservação e sustentabilidade", explicou a secretária de Estado.

A governante referiu-se à necessidade de "consciencializar as pessoas e as sociedades" e apontou a reserva da biosfera da ilha do Príncipe como uma referência internacional, destacando a "necessidade contínua de aprendizagem".

Considerou ainda o IV Congresso como um espaço de debate e do diálogo sobre a natureza.

Elogiou "a forma como o Príncipe tem sido mantido" em matéria de preservação da natureza.

"Príncipe é uma reserva que é única, que neste momento tem um grau de integridade absolutamente notável e a resiliência e a coragem das pessoas que têm aí apostado e acreditado hoje em dia é muito importante", explicou.

"Uma coisa que se sente quando o visitamos, é que as pessoas percebem isso, as pessoas que aqui vivem sentem muito orgulho e há uma cumplicidade, uma solidariedade muito grande na preservação do que é o Príncipe", sublinhou.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Lei da Nacionalidade
José Cesário
Deputado do PSD eleito pelo círculo da emigração
As remessas dos emigrantes
Daniel Bastos
Historiador
Estudar em Inglaterra é (excessivamente) caro... Será que vale a pena?
Catarina Demony
Co-Autora do projeto Little Portugal
DISCURSO DIRETO
Bélgica, país de contrastes onde adoram portugueses
Catarina Moleiro
BÉLGICA
O mundo é pequeno, a China não
Miguel Madeira
CHINA
Num ano em França, tudo mudou!
Rita Sarmento
FRANÇA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ