ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

São Tomé e Príncipe tem a melhor taxa de alfabetização dos PALOP
Revista PORT.COM • 10-Set-2017
São Tomé e Príncipe tem a melhor taxa de alfabetização dos PALOP



Pelo menos 90% dos são-tomenses com mais de 15 anos sabem ler e escrever, a melhor taxa entre os países africanos de língua portuguesa, indica o Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos (PAJA) são-tomense.

O Governo de São Tomé e Príncipe prevê erradicar o analfabetismo no país até 2022, mas em 1975 tinha uma taxa de analfabetismo estimada em pouco mais de 80% da população.

"Depois da independência, houve uma grande campanha para a redução do analfabetismo, principalmente nos jovens e adultos, começou-se a trabalhar e em 1990 reduziu-se a taxa para 50%", explica a diretora do Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos, Helena Bonfim.

Segundo a diretora desta instituição, esse programa foi suspenso "quando se mudou o regime" de partido único para a democracia multipartidária.

Em 2001, no âmbito da cooperação brasileira, iniciou-se a implementação de um novo programa para a erradicação do analfabetismo que durante dez anos ministrava 110 turmas por ano.

"Conseguimos alfabetizar mais de 20 mil jovens e adultos", explica Helena Bonfim, que falava por ocasião do dia mundial da alfabetização, assinalado na sexta-feira.

O projeto da cooperação brasileira nesse domínio terminou dez anos depois e em 2012 foi criado o Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos, com financiamento do Estado são-tomense, que tem por meta erradicar o analfabetismo em 2022.

As comunidades rurais e piscatórias continuam a ser as que ainda apresentam maior taxa de analfabetismo do país, sendo o sexo feminino o mais afetado, particularmente nas zonas sul e norte da ilha de São Tomé.

"Essas pessoas não gostam muito de ir para as escolas, principalmente depois que terminou o programa com a cooperação brasileira" no âmbito do qual se dava "uma pequena compensação" em géneros alimentícios, designadamente em arroz, feijão e óleo alimentar.

Mesmo assim Helena Bonfim considera que o programa de alfabetização de jovens e adultos "tem tido bons resultados", lembrando a importância de saber ler e escrever.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Santa Casa da Misericórdia de Paris
Daniel Bastos
Historiador
Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades
José Cesário
Deputado
Ser português fora é ter Portugal dentro
Isabelle Coelho-Marques
Presidente da NYPALC
DISCURSO DIRETO
Portugal Maior
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Português é uma língua com valor universal»
Luís Faro Ramos, presidente do Instituto Camões
PORTUGAL
«A China está pronta para nos acolher»
José Augusto Duarte, Embaixador de Portugal na China
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ