ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Arquivos luso-americanos de Dartmouth recebem espólios de escritores Reis Felix e Julian Silva
Revista PORT.COM • 06-Jan-2018
Arquivos luso-americanos de Dartmouth recebem espólios de escritores Reis Felix e Julian Silva



Os Arquivos Luso-Americanos Ferreira-Mendes, da Universidade de Massachusetts, em Dartmouth (UMass Dartmouth), expandiram o seu acervo com os arquivos dos escritores Charles Reis Felix e Julian Silva.

"É a maior coleção de autores luso-americanos que conhecemos. Vai permitir aos investigadores perceber o que levou estes homens a criar estes trabalhos, que ainda hoje são lidos, [assim como] a experiência luso-americana", disse a arquivista da instituição, Sónia Pacheco, ao "O Jornal", um semanário de Massachusetts.

Entre os bens doados, estão manuscritos, versões de trabalhos publicados e notas de pesquisa. Está também um conjunto de gravações de entrevistas a Charles Reis Felix, feitas e doadas pelo académico Francisco Cota Fagundes.

"Apesar de terem vivido a maioria das suas vidas na Califórnia, ambos os autores tinham laços próximos com o centro de Estudos Portugueses e Cultura da UMass Dartmouth, que publicou vários dos seus livros. Agora, aqueles interessados no legado destes dois escritores podem explorar a sua vida e obra ao examinar os papéis no arquivo," disse Glória de Sá, uma das diretoras dos arquivos, a "O Jornal".

Charles Reis Felix nasceu em New Bedford, em 1923, filho de imigrantes portugueses do continente, e viveu na Califórnia, onde se licenciou em História, na Universidade de Stanford.

O seu primeiro livro é uma memória da II Guerra Mundial, em que combateu pelo Exército norte-americano, e tem o título "Crossing the Sauer: A Memoir of World War II".

A sua obra mais conhecida é "Through a Portagee Gate," que se inspira na história de vida do pai do autor.

Julian Silva, que nasceu na Califórnia, descendente de açorianos, também se inspirou na sua família para muitos dos seus livros.

Silva, que faleceu em março do ano passado, aos 89 anos, deixou no seu testamento uma doação monetária para o centro português da universidade, assim como os seus arquivos.

Os seus livros incluem "Distant Music", "The Gunnysack Castle", "Death of Mae Ramos" e "Move Over, Scopes and Other Writings".

Os Arquivos Ferreira-Mendes foram fundados em 1975 e são dedicados a Affonso Gil Mendes Ferreira, um pioneiro da comunicação social portuguesa nos EUA, que fez a doação inicial para a constituição destes arquivos.

Localizada na Universidade de Massachusetts em Dartmouth, a instituição alberga a maior coleção de documentos sobre a experiência portuguesa nos EUA, de gerações de emigrantes e dos seus descendentes.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
Pacto Ecológico Europeu – uma primeira avaliação
Francisco Ferreira
Presidente da Direção da ZERO
Nação luso-brasileira
Igor Pereira Lopes
Jornalista e escritor
DISCURSO DIRETO
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
O Devir da Lusofonia
Isabelle de Oliveira, Investigadora
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ