ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Jovens empreendedores de Macau e da China visitam Lisboa e Porto
Revista PORT.COM • 07-Fev-2018
Jovens empreendedores de Macau e da China visitam Lisboa e Porto



Jovens empreendedores de Macau, Cantão, Shenzhen e Zhuhai iniciaram ontem uma visita a Lisboa e no Porto.

O ponto alto da visita da comitiva de jovens empreendedores de Macau, Cantão, Shenzhen e Zhuhai ao Porto e Lisboa, são as deslocações a “espaços de trabalho partilhado e incubadoras de empresas locais”. O objetivo é desenvolver oportunidades de negócios e cooperação.

Em Lisboa, estes jovens empreendedores de Macau e do interior da China vão visitar a Second Home, um espaço de trabalho partilhado (coworking), a Fábrica de Startups, uma aceleradora e incubadora, a Beta-i, que está a coordenar um programa de aceleração de startups da Comissão Europeia, e a Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), de acordo com o programa da Direção dos Serviços de Economia de Macau.

A delegação vai ainda encontrar-se com a secretária de Estado da Indústria portuguesa, Ana Teresa Lehmann, segundo o plano da visita, no âmbito do programa de intercâmbio de inovação e empreendedorismo para jovens da China e dos Países de Língua Portuguesa, lançado em dezembro último.

Amanhã, no Porto, estão previstas visitas ao NIDE, espaço de trabalho partilhado, Start Up Juventude, OPO’LAB e Porto Design Factory (centro de incubação).

O programa de intercâmbio de Macau, em colaboração com a Second Home e a Fábrica de Startups, visa proporcionar aos jovens que pretendam desenvolver negócios em Portugal a utilização de espaços de coworking, a participação em cursos de formação e a utilização de serviços de aconselhamento.

Com esta iniciativa, a DSE pretende também promover o centro de intercâmbio de inovação e empreendedorismo para jovens da China e dos Países de Língua Portuguesa, criado em Macau em outubro passado, para servir como plataforma de encontro e de intercâmbio entre as startups do interior da China, de Macau e dos países de língua portuguesa. 

A delegação inclui ainda representantes de 11 associações de Macau, responsáveis pelo trabalho de apoio ao empreendedorismo juvenil. Para acompanhar os resultados do intercâmbio com Portugal, todos os representantes das associações vão apresentar um plano ou o tipo de cooperação a desenvolver com Portugal, para impulsionar ainda mais os trabalhos relacionados com o centro de intercâmbio.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
O Observatório dos Lusodescendentes
Daniel Bastos
Historiador
La Lys: Celebrações com sentido reparador
Paulo Pisco
Deputado do PS
Ser português fora é ter Portugal dentro
Isabelle Coelho-Marques
Presidente da NYPALC
DISCURSO DIRETO
A Oriente nada de novo?
José Caria
PORTUGAL
“Acreditem no potencial que existe nas comunidades”
Isabelle Coelho-Marques
PORTUGAL
“Não foi por acaso que Portugal foi o melhor destino do mundo em 2017”
Pedro Machado
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ