ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Governo português presente na abertura da primeira 'eletrovia' no Brasil
Revista PORT.COM • 07-Abr-2018
Governo português presente na abertura da primeira 'eletrovia' no Brasil



O secretário de Estado Adjunto e do Ambiente de Portugal, José Mendes, marcou presença em Curitiba ao lado do governador Beto Richa, na abertura da primeira 'eletrovia' do Brasil, desenvolvida pela fornecedora de energia Copel.

A primeira 'eletrovia' brasileira abre caminho para novos projetos de mobilidade no país. Em cooperação com a tecnologia portuguesa, os dois primeiros postos de abastecimento foram inaugurados na BR-277, estrada que liga o interior do estado do Paraná, na região sul do Brasil, a Paranaguá, no litoral, numa extensão de 700 quilómetros. Ao todo, futuramente, serão oito unidades ao longo do trajeto para abastecimento de veículos elétricos. 

No evento de inauguração, o presidente da Copel, Antonio Sergio Guetter, salientou que “a troca de carros convencionais pelos elétricos vai transformar o setor de mobilidade” e que a iniciativa, pioneira no Brasil, abre caminho para o desenvolvimento dos carros elétricos. Em 2016, a frota de elétricos e híbridos no país era de apenas 2.500 veículos.

José Mendes destaca a importância do projeto desenvolvido conjuntamente pelo CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação da Indústria Automóvel, uma associação sem fins lucrativos, com participação do Estado português, e a empresa estatal Copel em parceria com a hidroelétrica Itaipu. 

Em Portugal, a mobilidade elétrica, embora ainda tenha um longo caminho a percorrer, é já uma realidade. Segundo o Secretário de Estado do Ambiente, a rede de pontos de abastecimento ao longo das estradas do país tem vindo a aumentar de forma consistente: “Até ao final deste ano, a expansão da rede de carregamento elétrico deverá chegar a 1.600 postos”. 

Um processo em que o Estado português tem tido papel determinante, por meio de incentivos à aquisição de veículos elétricos e isenção de impostos. A política passa pela atração do setor privado para o novo mercado que se abre no setor automóvel, em sintonia com políticas ambientais que visam, numa meta global, a redução do efeito estufa.

“Entre 2016 e 2017 o número de veículos elétricos em circulação em Portugal duplicou, passando de mil para cerca de dois mil e os híbridos (movidos a energia opcional, elétrica e convencional) já são aproximadamente quatro mil”, segundo José Mendes. 

Com investimento inicial de cerca de 1, 35 milhões de euros, a Copel pretende abrir mais seis pontos de carregamento elétrico até final deste ano, em Foz do Iguaçu, Medianeira, Cascavel, Laranjeiras do Sul, Guarapuava e Irati.

 

Foto em destaque ©Mundo Lusíada


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
A emigração portuguesa para a Holanda
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ