ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Politécnico da Guarda celebra acordo de cooperação com Guiné-Bissau
Revista PORT.COM • 26-Jul-2018
Politécnico da Guarda celebra acordo de cooperação com Guiné-Bissau



O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) assinou um protocolo com o Ministério da Educação, Ensino Superior, Juventude e Desporto da República da Guiné-Bissau para promover a formação e a qualificação superior dos jovens daquele país.

O IPG refere que o protocolo de cooperação, celebrado na Guarda, tem como objetivo ajudar a promover a formação e a qualificação superior dos jovens da República da Guiné-Bissau, abrindo oportunidades de formação de ensino superior e profissional em cursos técnicos superiores profissionais, licenciaturas e mestrados.

Segundo uma nota do IPG, o Ministério da Educação, Ensino Superior, Juventude, Cultura e Desporto da República da Guiné-Bissau «responsabilizar-se-á pela recolha documental e encaminhamento, através da Embaixada da Guiné-Bissau em Portugal, dos processos de candidatura dos estudantes ao IPG» para o ingresso nos vários cursos disponibilizados.

O acordo foi assinado pelo Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República da Guiné-Bissau em Portugal, Hélder Jorge Lopes, em representação do Ministério da Educação da Guiné-Bissau, e por Pedro Cardão, vice-presidente do IPG.

Os estudantes da Guiné-Bissau beneficiarão «dos mesmos procedimentos de seriação e colocação que os alunos portugueses e internacionais, em igualdade de circunstâncias e de acordo com a legislação em vigor».

«A responsabilidade por todas as despesas decorrentes da frequência da formação dos estudantes da Guiné-Bissau (taxas académicas, propinas, alimentação e alojamento) é dos próprios estudantes, nas mesmas condições dos estudantes do IPG e de acordo com o Estatuto do Estudante Internacional», é referido.

O Politécnico da Guarda compromete-se ainda a procurar proporcionar aos estudantes daquele país «as melhores condições possíveis no que respeita à redução de taxas e outros custos académicos, designadamente através da atribuição de bolsas de estudo».

O mesmo estabelecimento de ensino superior fica obrigado a participar em ações e projetos de promoção do desenvolvimento da Guiné-Bissau «através do envolvimento dos alunos em estágios em empresas e instituições no seu país de origem, com ligação privilegiada aos docentes e investigadores do IPG, promovendo e facilitando o seu regresso» e apoiando o empreendedorismo e o desenvolvimento empresarial, em particular em iniciativas de ex-alunos do IPG beneficiários do protocolo.

O IPG tem quatro escolas superiores: de Saúde, de Educação, Comunicação e Desporto, de Tecnologia e Gestão, e de Turismo e Hotelaria (esta na cidade de Seia).


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Mensagem de Natal para os leitores da revista PORT.COM
Marcelo Rebelo de Sousa
Presidente da República
Manaus, seiva d'ouro
Jack Soifer
Consultor Internacional
Oportunidade de encontro com o país e com uma região
José Luís Carneiro
Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas
DISCURSO DIRETO
Quo Vadis?
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Tinha o sonho de ter um hotel em NY e consegui concretizá-lo»
Alfredo Pedro, empresário
PORTUGAL
«A CPLP oferece um extraordinário e estratégico instrumento»
Secretária Executiva da CPLP
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ