ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Assembleia Legislativa de Macau reduz número de juristas portugueses
Revista PORT.COM • 19-Ago-2018
Assembleia Legislativa de Macau reduz número de juristas portugueses



A Assembleia Legislativa de Macau não renovou o contrato com dois juristas que ali trabalhavam há mais de duas décadas, reduzindo de seis para quatro o número de portugueses a assessorar aquele órgão, noticiou o jornal online Plataforma.

Paulo Taipa dava apoio jurídico na Assembleia Legislativa há mais de duas décadas. Já Paulo Cardinal foi o jurista mais novo a ser contratado por aquele órgão, em 1992, tinha então 26 anos, sendo aquele que desempenhava funções há mais tempo de forma ininterrupta, adiantou o jornal.

Em março, no 25.º aniversário da promulgação da Lei Básica da região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Paulo Cardinal afirmou que esta lei fundamental do território tem sido alvo de ataques e violações, segundo o Plataforma.

«É importante constatar que tem havido violações à Lei Básica, que tem havido deturpações do princípio do alto grau de autonomia, deturpações ao nível dos direitos fundamentais», sublinhou na altura o jurista.

A não renovação foi explicada com «uma vaga ideia» de reorganização dos quadros de assessoria jurídica da Assembleia Legislativa, disse Paulo Cardinal ao jornal online.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Aqui, Brasil
Francisco Serra
Cônsul honorário de Portugal em Pelotas, Brasil
Condições mais favoráveis ao exercício do direito de voto
José Vítor Soreto de Barros
Presidente da Comissão Nacional de Eleições
Brasília, El Dorado Luso
Jack Soifer
Consultor Internacional
DISCURSO DIRETO
Um zacatrás por Portugal
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
Há condições para viver em Arcos de Valdevez
João Esteves, presidente da CM de Arcos de Valdevez
PORTUGAL
A comunidade portuguesa e a Venezuela
Paulo Pisco
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ