ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Assembleia Legislativa de Macau reduz número de juristas portugueses
Revista PORT.COM • 19-Ago-2018
Assembleia Legislativa de Macau reduz número de juristas portugueses



A Assembleia Legislativa de Macau não renovou o contrato com dois juristas que ali trabalhavam há mais de duas décadas, reduzindo de seis para quatro o número de portugueses a assessorar aquele órgão, noticiou o jornal online Plataforma.

Paulo Taipa dava apoio jurídico na Assembleia Legislativa há mais de duas décadas. Já Paulo Cardinal foi o jurista mais novo a ser contratado por aquele órgão, em 1992, tinha então 26 anos, sendo aquele que desempenhava funções há mais tempo de forma ininterrupta, adiantou o jornal.

Em março, no 25.º aniversário da promulgação da Lei Básica da região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Paulo Cardinal afirmou que esta lei fundamental do território tem sido alvo de ataques e violações, segundo o Plataforma.

«É importante constatar que tem havido violações à Lei Básica, que tem havido deturpações do princípio do alto grau de autonomia, deturpações ao nível dos direitos fundamentais», sublinhou na altura o jurista.

A não renovação foi explicada com «uma vaga ideia» de reorganização dos quadros de assessoria jurídica da Assembleia Legislativa, disse Paulo Cardinal ao jornal online.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Pacto Ecológico Europeu – uma primeira avaliação
Francisco Ferreira
Presidente da Direção da ZERO
Nação luso-brasileira
Igor Pereira Lopes
Jornalista e escritor
Vidas Sem Fronteiras
Daniel Bastos
Historiador
DISCURSO DIRETO
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
O Devir da Lusofonia
Isabelle de Oliveira, Investigadora
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ