ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Pintor Guilherme Mampuya representa Angola na Expo Macau/2018 na cidade da Praia
Revista PORT.COM • 08-Out-2018
Pintor Guilherme Mampuya representa Angola na Expo Macau/2018 na cidade da Praia



O artista plástico angolano Guilherme Mampuya vai representar Angola na 10.ª Edição da Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa 'Expo Macau/2018', que será inaugurada a 9 deste mês na cidade da Praia, em Cabo Verde.

No evento, organizado pelo Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Mampuya apresenta, dia 13, uma exposição individual de pintura intitulada ‘Somos Estrelas’, na Galeria de Exposições da Avenida da Praia, retratando as 12 figuras do zodíaco, pintadas e compostas em 12 painéis em acrílico.

Segundo um comunicado da organização, Guilherme Mampuya vai aproveitar a atividade para promover o seu trabalho e trocar experiência com criadores chineses e dos países de falantes da língua portuguesa, nomeadamente Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Portugal, Brasil, Timor-Leste e Macau.

«’Somos Estrelas’ é uma alegoria, um apelo desesperado do universo aos humanos para colocarem as suas ações em uníssono com o equilíbrio cósmico. O efeito estufa é uma das consequências das práticas dos homens que tem de ser revertida para salvar o planeta da seca extrema e das inundações», alerta o artista.

Além da exposição de obras de arte, a Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa, também conhecida como "Expo Macau/2018", vai contar com espetáculos musicais, de dança e de teatro, envolvendo centenas de artistas lusófonos e alguns convidados extra lusofonia.

Natural do Uíge, Guilherme Mampuya Wola conta com inúmeras obras de pintura, tendo já realizado mais de 30 exposições individuais e coletivas, tanto no país, como no estrangeiro, e venceu a edição 2008 do Prémio "Ensa Arte", dedicando parte do seu tempo a apoiar jovens aspirantes a artistas plásticos.

Lino Damião (em 2016) e Benjamim Sabby (2017) foram os representantes de Angola no evento internacional que, há dez anos, junta artistas da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da China, com o intuito de promover o intercâmbio cultural.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A CPLP mais perto das pessoas
Francisco Ribeiro Telles
Secretário Executivo da CPLP
Gestão multicultural das equipas
António Cunha Meneses Abrantes
Professor Auxiliar na ICN Business School de Nancy
Já se ouve o Fado na Eslovénia
João Pita Costa
Editor da revista luso-eslovena Sardinha
DISCURSO DIRETO
Memórias e recordações da emigração portuguesa na Alemanha
Daniel Bastos
PORTUGAL
«Existe muita exploração laboral perpetrada por portugueses»
Luísa Semedo
FRANÇA
«Mercado chinês tem potencial para as empresas portuguesas»
José Augusto Duarte
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ