ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Timor-Leste pede a Portugal juízes e procuradores para ajudarem a «consolidar desenvolvimento da Justiça»
Revista PORT.COM • 07-Dez-2018
Timor-Leste pede a Portugal juízes e procuradores para ajudarem a «consolidar desenvolvimento da Justiça»



O Governo de Timor-Leste reuniu com o Português com o objetivo de obter apoios para reforçar o sistema de justiça timorense, afetado pelos longos anos de ocupação indonésia.

O Governo de Timor-Leste pediu a Portugal apoios para a justiça, incluindo juízes, procuradores, defensores públicos, advogados e oficiais de justiça portugueses, disse o ministro da Justiça timorense, Manuel Cárceres da Costa, em Lisboa, estendendo o apelo aos países lusófonos.

Sublinhou, no entanto, que esses «juízes e procuradores portugueses não vão ser titulares de processos, vão ser formadores e mentores para formar quadros timorenses» em português.

Manuel Cárceres da Costa, disse, em declarações à Lusa, após uma reunião com a secretária executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Maria do Carmo Silveira, que nesta primeira visita de trabalho como governante do recente executivo timorense se encontrou com a sua homóloga portuguesa e com a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação.

Das duas reuniões, disse levar promessas que podem ajudar o seu país a consolidar o desenvolvimento da Justiça no seu país: «O objetivo desta visita a Portugal, que é a minha primeira visita de trabalho como ministro da Justiça da República de Timor Leste, é procurar apoios para consolidar o desenvolvimento da justiça do país».

«Tendo em conta que Timor Leste é um estado-membro da CPLP, é uma honra visitar a sede a CPLP e ter um encontro com a secretária executiva da organização, trocarmos algumas ideias e solicitar o apoio da comunidade da Lusofonia para a consolidação do desenvolvimento do setor da Justiça de Timor-Leste. Este foi o primeiro objetivo do meu encontro com a senhora secretária executiva», adiantou.

Manuel Cáceres da Costa explicou que, com 24 anos de ocupação estrangeira, Timor quase perdeu a ligação à língua portuguesa.

«Assim, o reforço dos ensinamentos em língua portuguesa é crucial para o desenvolvimento do setor», disse. Para tal, «o apoio dos países da lusofonia é muito importante», acrescentou.

De Portugal parte «convicto que os países da lusofonia não vão deixar Timor-Leste sozinho e vão apoiar o desenvolvimento nesta área», com o reforço do apoio à língua portuguesa.

Durante a sua estadia em Lisboa, Manuel Cáceres da Costa também visitou o Centro de Formação Judiciária de Portugal, solicitando o mesmo apoio e a deslocação de juristas portugueses para ajudar ao que chamou «o desenvolvimento da intelectualidade timorense em língua portuguesa».

Com a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Timor-Leste comprometeu-se a preparar uma proposta para que, «dentro em breve, sejam possíveis programas de cooperação entre Timor-Leste e Portugal» nesta área.

Quanto aos quadros portugueses na área da Justiça não quis avançar quantos poderiam ser, nem por quanto tempo seria esse apoio.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
O retrato dos votos da emigração
José Caria
Diretor-adjunto da PORT.COM
Momentos de partilha
Nuno Pinto Magalhães
Diretor de Relações Internacionais da SCC
O acervo bibliográfico sobre a emigração portuguesa
Daniel Bastos
Historiador
DISCURSO DIRETO
Dia de Portugal e 5.º aniversário da Revista PORT.COM
Marcelo Rebelo de Sousa
PORTUGAL
Língua portuguesa, um passaporte para o presente e para o futuro
Luís Faro Ramos, pres. do Camões I.P.
PORTUGAL
Função de grande responsabilidade e relevância social
José Luís Carneiro, SEC
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ