ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Portugal prepara acordo para ter técnicos portugueses no Banco Mundial
Revista PORT.COM • 08-Jan-2019
Portugal prepara acordo para ter técnicos portugueses no Banco Mundial



Portugal está a preparar um memorando de entendimento com o Banco Mundial para possibilitar que técnicos portugueses acompanhem projetos de cooperação portuguesa naquela instituição financeira, disse a secretária de Estado da Cooperação, Teresa Ribeiro.

A governante explicou que o protocolo é uma oportunidade que Portugal «não pode desperdiçar» e que ao Banco Mundial «também interessa porque precisa de falantes de língua portuguesa em países onde atua», como Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe ou Guiné-Bissau.

A posição foi assumida por Teresa Ribeiro no Seminário sobre Cooperação, Cultura e Língua, organizado pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, tendo reforçado que este apoio «é do interesse do banco».

«Porque [o Banco Mundial] precisa de técnicos em muitas áreas e nosso também porque é a maneira de estarmos presentes no Banco Mundial e começarmo-nos a aperceber de todos os mecanismos associados à execução de projetos [financiados pelo Banco Mundial]», explicou.

Quanto ao momento em que será assinado o referido protocolo, a secretária de Estado não se quis comprometer, adiantando apenas: «o que queremos é que se concretize o mais rapidamente possível».

Teresa Ribeiro acrescentou que o instituto Camões já está a trabalhar na elaboração de uma proposta concreta para o efeito.

O tipo de técnicos para acompanhamento vai depender do perfil dos projetos, disse a governante, que indicou, como exemplos, as áreas da energia, das alterações climáticas, da saúde, da educação, do saneamento, da gestão dos recursos hídricos e outras em que o Banco Mundial intervém e em que Portugal tem profissionais qualificados.

O seminário, organizado pelo Instituto Camões, destinava-se a adidos, conselheiros e técnicos setoriais de cooperação para o desenvolvimento, coordenadores de projetos de cooperação bilateral e delegada, adidos e conselheiros culturais, responsáveis de cátedras, leitores e coordenadores de ensino de português no estrangeiro e adjuntos.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ