ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Programa de ensino complementar de português chega à Suíça
Revista PORT.COM • 07-Mar-2019
Programa de ensino complementar de português chega à Suíça



O Governo pretende estender à Suíça e a outros países o programa de ensino complementar de português, atualmente a ser desenvolvido no Luxemburgo e na África do Sul.

José Luís Carneiro, secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, declarou que está em estudo a possibilidade de instituir o ensino complementar noutros países, uma vez que «a experiência no Luxemburgo vai ter bons resultados».

Na audição na comissão parlamentar dos Negócios Estrangeiros e das Comunidades, José Luís Carneiro afirmou que «temos vindo a trabalhar concomitantemente nestas duas dimensões de trabalho (ensino integrado e língua de herança) ao nível da promoção e defesa da língua portuguesa, nomeadamente do ensino básico ao secundário».

De acordo com o governante, no Luxemburgo trabalha-se «numa alternativa que tem bons resultados» com mais 540 alunos em 2017 que no ano anterior. O projeto neste país será consubstanciado numa «edição para demonstrar os resultados que tem vindo a ter, nomeadamente nas metodologias e as abordagens que foram introduzidas nesta modalidade de ensino e, avaliada que esteja» poderá ser estendida a outros países.

Inserido no sistema de educação luxemburguês sem pagamento de propina, o ensino complementar funciona desde 2017 e no presente ano letivo conta com 25 professores, quase 2970 alunos e 233 cursos.

A instituição do ensino complementar de português na Suíça, refúgio de uma larga comunidade de portugueses, é pretendida uma vez que «a oferta do ensino da língua portuguesa está colocada ao nível dos cantões, o que exige uma diversidade, não apenas do ponto de vista dos conteúdos e das metodologias de ensino da língua portuguesa, mas também uma diversidade muito significativa, porque tem de ser de vários níveis para corresponder à diversidade linguística e administrativa que ocorre na Suíça» disse José Luís Carneiro.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ