ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Reportagem sobre língua e literatura portuguesas no Jornal do Partido Comunista Chinês
Revista PORT.COM • 19-Mar-2019
Reportagem sobre língua e literatura portuguesas no Jornal do Partido Comunista Chinês



A reportagem sobre o ensino do português na China e literatura portuguesa, traduzida para chinês publicada no jornal oficial do Partido Comunista da China, destaca Luís de Camões e Fernando Pessoa.

Compara o «profundo impacto» d’“Os Lusíadas” em Portugal e na literatura portuguesa, com a importância de William Shakespeare e afirma que «embora não seja particularmente conhecida na China, não significa que não haja fãs chineses de literatura portuguesa». O Global Times, é o jornal de língua inglesa do grupo do Diário do Povo - órgão central do Partido Comunista da China (PCC) -, destaca também a popularidade de Fernando Pessoa, «outro nome que não pode ser evitado».

Cheng Yisheng, doutorado em Literatura e professor na Universidade de Henan, revelou em entrevista à agência Lusa que «os chineses que verdadeiramente amam a literatura, gostam muito de Pessoa», cuja obra foi pela primeira vez publicada na China continental apenas em 1999. O professor, que traduziu e publicou alguns poemas do heterónimo Alberto Caeiro, lembrou que a obra do autor «une a poesia e a reflexão, algo raro na poesia chinesa, que tende a ser mais emotiva ou narrativa».

Avaliada com 9, numa escala de 0 a 10 pontos, no Douban - portal chinês de crítica literária e cinematográfica - “O Livro do Desassossego” é a obra mais popular de Fernando Pessoa, de acordo com o Global Times. A crescente oferta de cursos de língua portuguesa no continente chinês é também sublinhada pelo jornal.

Festivais de cinema, literatura, teatro e música a realizar ao longo deste ano vão também contar com artistas portugueses em eventos organizados pelos governos de Portugal e da China. José Augusto Duarte, embaixador português em Pequim, declarou que «a cultura é um instrumento fundamental para aproximar os povos, dialogar e criar emoções conjuntas» e que «este ano reforçará, em muito, a visibilidade do grande talento dos portugueses junto da opinião pública chinesa».

Foi em 1979 que Portugal e a República Popular da China estabeleceram relações diplomáticas que completam agora 40 anos de história.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A relação entre Portugal e a sua Diáspora...
José Luís Carneiro
Implicações políticas da participação eleitoral nas comunidades
Paulo Pisco
Deputado do PS
Porque não te calas?
José Caria
Diretor-Adjunto PORT.com
DISCURSO DIRETO
Mar de Sonhos – a emigração nos vapores transatlânticos
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
ENTREVISTA
Berta Nunes, secretária de Estado das Comunidades
PORTUGAL
ENTREVISTA
António Saraiva, Presidente da CIP
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ