ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

CPLP assina memorando com Moçambique para transferir 1,5 milhões de euros para vítimas do ciclone
Revista PORT.COM • 10-Abr-2019
CPLP assina memorando com Moçambique para transferir 1,5 milhões de euros para vítimas do ciclone



A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) assinou um protocolo com o Governo moçambicano para transferir as verbas mobilizadas para apoiar as vítimas do ciclone Idai, na ordem de um milhão de euros.

No início desta semana, foi assinado um memorando de entendimento, que assegura a transferência para Moçambique de um milhão e 500 mil euros, destinados a contribuir para os esforços de resposta à situação de emergência provocada pela passagem do ciclone Idai, a 14 de março.

De acordo com o estabelecido, a primeira instituição beneficiária do referido fundo é o Instituto de Gestão das calamidades Naturais de Moçambique (INGC).

O secretário executivo da organização lusófona acredita que o fundo, que já conta com uma adesão significativa, poderá mobilizar no futuro uma maior participação de parceiros para o auxílio a Moçambique.

Por sua vez, Joaquim Bule, embaixador de Moçambique, considera significativas as ajudas mobilizadas pela CPLP.

«Aqui não é possível descartar este e aquele apoio como sendo suficiente ou insuficiente. O que resultou do ciclone justifica que a contribuição da CPLP seja feita e a contribuição de todos os outros que entenderem por bem que podem assistir também que o façam».

O fundo aberto a contribuições adicionais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) conta com uma verba significativa de Timor-Leste, que disponibilizou um milhão de dólares norte-americanos (cerca de 890 mil euros), contra os 100 mil euros de países como Portugal, o Brasil ou a Guiné-Bissau.

A criação de um Fundo de Solidariedade para apoiar as regiões atingidas pela calamidade foi anunciada no dia 22 de março, após uma reunião extraordinária do Comité de Concertação Permanente, em que os representantes dos nove países-membros analisaram as consequências da passagem do Idai e debateram «propostas para ajudar a mitigar a tragédia».

 

Foto em destaque ©DWJ. Carlos


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ