ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Angola quer aspetos da linguística bantu no Acordo Ortográfico da CPLP
Revista PORT.COM • 10-Mai-2019
Angola quer aspetos da linguística bantu no Acordo Ortográfico da CPLP



Angola defende a inclusão da linguística bantu no Acordo Ortográfico promovido pela Comunidade dos países de Língua Portuguesa (CPLP), argumentando que o atual projeto «carece de conciliação com alguns aspetos".

O Ministério da Educação angolano adianta que pretende ver refletido no acordo os vários aspetos "para que a realidade da linguística portuguesa de Angola possa ser retratada nas gramáticas contemporâneas".

"Certamente, a comunidade irá atender a esta necessidade do desenvolvimento linguístico de Angola, pois os Estados que a compõem são democráticos e atendem as recomendações das organizações regionais dos Estados Membros, como é o caso da Academia das Línguas Africana (ACALAN)", lê-se no documento.

Segundo a mensagem, a ACALAN, enquanto instituição da União Africana (UA), recomenda a conciliação dos fenómenos linguísticos, com vista à preservação da paz.

"Este é o percurso que Angola tem seguido, da promoção da paz, enquanto Estado Membro plurilingue e com necessidade de construir e de preservar o legado mais precioso, que é a paz", assevera.

Nesse sentido, prossegue-se no documento, Angola defende a elaboração de um vocabulário ortográfico nacional e a retificação de determinadas bases técnicas científicas para ratificar o Acordo Ortográfico na CPLP.

O acordo, em vigor desde 1990, foi ratificado apenas por Portugal, Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. Angola mantém-se de fora por considerar haver aspetos a acertar no acordo.

As línguas bantu - mais de 600, embora os idiomas formem uma família de cerca de 1.500 línguas diferentes -, são faladas em mais de duas dezenas de países das Áfricas Ocidental, Central e Austral, incluindo Angola e Moçambique.

Banto, ou bantu, é um termo utilizado para se referir a um tronco linguístico, uma língua que deu origem a diversas outras maioritariamente no centro e sul do continente africano.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ