ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Peregrinos portugueses na maior peregrinação mariana da África subsaariana
Revista PORT.COM • 02-Set-2019
Peregrinos portugueses na maior peregrinação mariana da África subsaariana



'Mamã Muxima', a maior peregrinação mariana da África subsaariana, recebeu este ano a visita de um grupo de portugueses que vieram celebrar a fé católica com o «povo irmão», em Angola.

O grupo de 26 peregrinos oriundos de Portugal chegou no segundo e último dia da popular festa religiosa de Angola, que se assinala anualmente e congrega milhares de fiéis na pequena vila de Muxima, no município de Quissama, província de Luanda.

Vieram de norte e sul do país, integrados num grupo organizado pelos missionários da Boa Nova de Cucujães, e que passou antes pelas missões de Sumbe, Gabela e Porto Amboim, em Angola.

«É um ano missionário em Portugal e resolvemos vir ao encontro da missão», disse à agência Lusa, Vítor Coelho de 68 anos, minutos antes da eucaristia que encerrou, ontem, as festividades de Mamã Muxima, nome por que é popularmente conhecida Nossa Senhora da Conceição nesta comemoração.

Para Vitor Coelho, esta é uma «Nossa Senhora à maneira africana» com cânticos e uma «alegria de viver» características de um povo «alegre e bem-disposto» que «faz sentir o coração palpitar».

«O povo angolano e o povo português são irmãos, há algo de comum entre nós este espírito de paz, de alegria, de boa disposição, de solidariedade. Acho que é isso que nos une», comentou o peregrino.

As comemorações mobilizaram cerca de 800 polícias e quase 300 técnicos de saúde para apoiar os peregrinos.

Segundo uma publicação do Secretariado de Liturgia de Viana, a fundação das ermidas dedicadas à Virgem Maria nas margens do rio Cuanza, entre as quais a da Senhora da Muxima deveu-se ao português Paulo Dias de Novais que aqui chegou com alguns padres jesuítas em 1560.

"De então para cá, nunca a devoção à Muxima deixou de ser praticada nem momento de guerra e de confusão generalizada", salienta o documento.

A publicação realça que os peregrinos nunca interromperam o culto "apesar das imensas dificuldades com a travessia do Cuanza e a infinita picada de difícil acesso ao santuário", coroado por uma antiga fortaleza fundada pelos portugueses, agora transformada em local de culto.

Organizada pela diocese de Viana, a peregrinação deste ano realizou-se sob o lema: "Com Maria, celebremos a fé em Jesus Cristo".


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A relação entre Portugal e a sua Diáspora...
José Luís Carneiro
Implicações políticas da participação eleitoral nas comunidades
Paulo Pisco
Deputado do PS
Porque não te calas?
José Caria
Diretor-Adjunto PORT.com
DISCURSO DIRETO
ENTREVISTA
Berta Nunes, secretária de Estado das Comunidades
PORTUGAL
ENTREVISTA
António Saraiva, Presidente da CIP
PORTUGAL
ENTREVISTA
Luís Faro Ramos, Presidente do Camões I.P.
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ