ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Português assume PGR do Brasil com regresso de procuradores da Lava Jato
Revista PORT.COM • 20-Set-2019
Português assume PGR do Brasil com regresso de procuradores da Lava Jato



O subprocurador-geral português Alcides Martins assumiu esta semana, interinamente, o cargo de procurador-geral da República (PGR) brasileira, e anunciou o regresso de procuradores da operação Lava Jato, que tinham alegado «grave incompatibilidade» com a ex-procuradora-geral Raquel Dodge.

«Em nome da importância da investigação, para a Justiça, para o país, convidei os colegas que integraram o grupo de trabalho a regressarem aos seus postos, o que ocorrerá imediatamente», revelou o PGR interino, citado na página do Ministério Público Federal (MPF) do Brasil.

No início do mês, seis procuradores da Lava Jato, maior operação contra a corrupção no Brasil, pediram a demissão coletiva por discordarem da postura de Raquel Dodge, que teve na terça-feira o seu último dia na liderança do Ministério Público.

O português Alcides Martins exercerá o comando interino da PGR até o Senado brasileiro avaliar o nome de Augusto Aras para o cargo, cuja indicação foi feita pelo Presidente do país, Jair Bolsonaro, no começo do mês, estando a votação prevista para a próxima semana.

No seu discurso de tomada de posse, Alcides Martins assegurou que dará continuidade à atuação do Ministério Público «em todas as frentes».

«Não obstante a interinidade que decorre da lei, eu cumprirei na plenitude, as atribuições do cargo de PGR. Assumo o mandato com a disposição de dar continuidade ao trabalho em todas as frentes de atuação da PGR, com a colaboração de toda a equipa», frisou o magistrado português.

Na passagem do cargo para Alcides Martins, Raquel Dodge desejou sorte ao seu substituto interino e ressaltou os problemas com que um procurador-geral da República se depara.

«Não escolhemos as adversidades, escolhemos o modo de trabalho. Nós escolhemos as lutas que iremos travar e para isso escolhemos o modo de enfrentá-las», declarou Raquel Dodge, em Brasília.

Vice-presidente do Conselho Superior do Ministério Público Federal do Brasil, Alcides Martins está no sexto mandato como conselheiro titular do órgão.

O magistrado entrou no MPF em 1984 e tornou-se subprocurador-geral da República em 2000.

No início do mês, Jair Bolsonaro anunciou António Augusto Brandão de Aras como o novo PGR do Brasil, substituindo Raquel Dodge.

A ex-PGR poderia ser reconduzida, mas o chefe de Estado optou por Augusto Aras, nome que não constava na lista tríplice: três nomes sugeridos por votação interna dos procuradores para ocupar o cargo.

Esta é a primeira vez, em 16 anos, que o chefe de Estado não escolheu o procurador-geral do país com base nessa lista.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Macau: uma oportunidade ainda a descobrir
Alberto Carvalho Neto
Presidente da AJEPC
A importância da participação eleitoral nas comunidades
José Luís Carneiro
SECP
4 pilares para a prevenção de Alzheimer
George Perry
Diretor da Fac. de Ciências da Univ. do Texas
DISCURSO DIRETO
A preservação da memória e identidade da emigração portuguesa na toponímia
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Portugal a votos
José Caria, Diretor-Adjunto da PORT.com
PORTUGAL
Lusos em Luanda
Jack Soifer, Consultor Internacional
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ