ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Empresa de Macau apoia promoção de Cabo Verde na Ásia
Revista PORT.COM • 22-Out-2019
Empresa de Macau apoia promoção de Cabo Verde na Ásia



A Bringbuys Web Technology irá ajudar a promover Cabo Verde na Ásia através de um novo portal, a ser elaborado na sequência de um protocolo assinado na Feira Internacional de Macau (MIF 2019), disse Ana Lima Barber, presidente da agência cabo-verdiana de promoção do comércio e investimento.

“Esta é a forma que encontrámos, um instrumento de promoção muito mais directa. Temos de adoptar uma postura agressiva. Cabo Verde está presente, quer vencer e vai vencer porque tem todas as oportunidades”, disse à Macauhub a presidente da Cabo Verde TradeInvest, à margem da MIF.

A CV TradeInvest e Bringbuys Web Technology, empresa de tecnologias de informação de Macau, assinaram no final de 2018 um acordo contemplando a criação de um pólo tecnológico em Cabo Verde, com planos de penetração em outros países da África Ocidental.

Na altura, fonte da empresa chinesa referiu à revista Macao que o protocolo prevê, numa primeira fase, construir em Cabo Verde um centro de computação em nuvem de nível internacional, um investimento de cinco milhões a 20 milhões de dólares para criar um centro experimental, que irá prestar apoio ao governo, nomeadamente na segurança rodoviária e serviços ao cidadão, além de criar serviços de “grandes dados.”

Depois deste projecto-piloto, o investimento poderá alcançar numa segunda fase 50 milhões de dólares, num parque industrial que servirá para formação de quadros locais e incubação de empresas, segundo a mesma fonte.

O novo protocolo entre a Bringuys e as autoridades cabo-verdianas, assinado a 17 de Outubro à margem da MIF 2019, prevê o desenvolvimento e um portal para dar a conhecer oportunidades no mercado cabo-verdiano a empresas da China e outros países asiáticos, complementando a página da CV TradeInvest, que já tem informação em língua chinesa, entre outras.

Para Ana Lima Barber, o projecto da Bringuys é “excelente”, pois “permite atingir o mercado africano através de Cabo Verde”, algo que “encaixa naturalmente” nas prioridades do país, de se tornar numa plataforma entre continentes e também numa referência nas tecnologias de informação.

“A nossa localização estratégica permite ter várias áreas nas tecnologias, como cabos submarinos, que podem estar ancorados em Cabo Verde”, permitindo ao país “ter um papel focal no mundo”, entre os continentes americano, africano e europeu.

Com uma delegação encabeçada pelo ministro do Comércio e Indústria, Alexandre Monteiro, Cabo Verde esteve na 24ª edição da MIF com 22 empresas, de todas as 9 ilhas, tendo sido país convidado, a par da província chinesa de Jiangsu.


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
A relação entre Portugal e a sua Diáspora...
José Luís Carneiro
Implicações políticas da participação eleitoral nas comunidades
Paulo Pisco
Deputado do PS
Porque não te calas?
José Caria
Diretor-Adjunto PORT.com
DISCURSO DIRETO
Mar de Sonhos – a emigração nos vapores transatlânticos
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
ENTREVISTA
Berta Nunes, secretária de Estado das Comunidades
PORTUGAL
ENTREVISTA
António Saraiva, Presidente da CIP
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ