ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Rússia anuncia investimentos milionários em Angola
Revista PORT.COM • 02-Dez-2019
Rússia anuncia investimentos milionários em Angola



As autoridades russas e investidores privados estão disponíveis para investir cerca de nove mil milhões de euros para financiar projetos com impacto socio-económico em Angola, segundo um responsável da Federação Russa.

O anúncio foi feito pelo vice-presidente da Comissão Parlamentar para as Relações Internacionais da Federação Russa, Chepa Alexey, numa audiência com o Presidente da República de Angola, João Lourenço.

O dinheiro resulta de uma linha de crédito conjunta, da Federação Russa, setor privado russo e investidores internacionais, segundo a Agência Lusa.

Chepa Alexey indicou que os projetos estão ligados ao setor energético, incluindo a construção de barragens hidroelétricas, produção de energia eólica, painéis solares, linhas de transporte de energia elétrica, construção de estradas, habitações e outras infraestruturas.

O dinheiro destina-se a financiar "projetos de grande envergadura" do interesse comum da Federação Russa e de Angola, adiantou Chepa Alexey, líder de uma delegação de empresários russos que vai manter encontros bilaterais com representantes de congéneres angolanas.

Relações Rússia e Angola desde 1976

Angola e Rússia têm relações privilegiadas desde 8 de outubro de 1976, data em que foi assinado, em Moscovo, na altura capital da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), o Tratado de Amizade e Cooperação.

Atualmente, a cooperação é mais significativa nos setores da energia, geologia e minas, ensino superior, formação de quadros, defesa e segurança, telecomunicações e tecnologias de informação, pescas, transportes, finanças e banca.

Em abril deste ano, o presidente angolano João Lourenço enalteceu o papel da Rússia em Angola e na África Austral, durante a sua vista àquele país europeu.

Na mesma altura Angola convidou empresários russos no sentido de prepararem-se para concorrer na privatização de empresas do sector petrolífero, banca e seguros, além de fazendas agrícolas e industriais.

Para os diamantes, um sector em que os russos já têm presença em Angola, João Lourenço apresentou nessa altura a nova legislação que acaba com o monopólio antes existente e cria incentivos aos investidores na área de diamantes brutos ou na lapidação.

 


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ