ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Integridade e capacidade de execução determinaram escolha do novo Governo de Macau
Revista PORT.COM • 03-Dez-2019
Integridade e capacidade de execução determinaram escolha do novo Governo de Macau



O futuro líder de Macau afirmou que a escolha da equipa governativa foi determinada pela integridade e capacidade de execução, e sublinhou que o combate à corrupção será uma das prioridades nos próximos cinco anos.

Ho Iat Seng, que toma posse no próximo dia 20 dezembro, frisou que a experiência dos novos membros do executivo foi fulcral para a tomada de decisão.

"Integridade, capacidade de execução e de ouvir a população", defendeu, numa conferência de imprensa de apresentação do elenco executivo para os próximos cinco anos.

O Conselho de Estado chinês nomeou, no domingo, os titulares dos principais cargos do quinto Governo de Macau, liderado por Ho Iat Seng, onde se mantêm apenas dois dos cinco secretários do anterior executivo.

O objetivo, a curto prazo, frisou Ho Iat Seng, passa por aprovar o novo orçamento na especialidade e garantir a estabilidade de Macau.

"A partir de abril é que vamos iniciar as reformas", afirmou, numa alusão ao período espectável para que seja aprovado o Orçamento retificativo.

Na mesma ocasião, a tónica do discurso do próximo líder do executivo do território centrou-se no combate à corrupção, "na edificação de um Governo transparente" e em "aprofundar a educação sobre a integridade".

Ho Iat Seng prometeu "apoiar fortemente os trabalhos de auditoria e atribuir importância ao acompanhamento posterior à divulgação do relatório de auditoria".

"Não há serviço imune de ser avaliado e auditado", frisou o novo comissário contra a Corrupção, Chan Tsz King, na mesma conferência de imprensa, na qual todos os nomeados para integrar o novo elenco governativo responderam a questões da comunicação social.

Como secretário para a Administração e Justiça foi nomeado André Cheong Weng Chon, que transita do Comissariado Contra a Corrupção (CCAC), para secretário para a Economia e Finanças foi escolhido Lei Wai Nong, até agora vice-presidente do Instituto para os Assuntos Municipais (antigo Leal Senado), enquanto Ao Ieong U, que exercia as funções de diretora dos Serviços de Identificação, vai ocupar o cargo de secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, de acordo com um comunicado do Gabinete de Comunicação Social.

Do Governo anterior, do chefe do Executivo cessante, Fernando Chui Sai On, continuam nas mesmas pastas, Wong Sio Chak, como secretário para a Segurança, e Raimundo Arrais do Rosário, como secretário para os Transportes e Obras Públicas.

"Resolveu muitos problemas, muitas obras que não estavam acabadas", justificou assim Ho Iat Seng em relação à manutenção de Raimundo Arrais do Rosário na pasta dos Transportes e Obras Públicas.

Em relação ao novo titular da pasta para a Economia e Finanças Lei Wai Nong, Ho Iat Seng definiu que os objectivos passam por reforçar o apoio às pequenas e médias empresas assim como às microempresas.

"Desenvolver a economia de forma sustentável", reforçar o papel de Macau como plataforma entre a China e os países lusófonos, e acelerar a integração nos grandes projetos chineses (Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e Uma Faixa, Uma Rota) são as metas que o futuro secretário para a Economia e Finanças se comprometeu a cumprir.

Já a nova secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Ao Ieong U, afirmou pretender dar continuidade ao que já foi feito e definiu como prioridades a Saúde e a Segurança Social.

Por fim, o titular da pasta para a Segurança, que se mantém no mesmo cargo, Wong Sio Chak, frisou que que vai continuar os trabalhos para melhorar a segurança na cidade, através de um policiamento inteligente como o reconhecimento facial automático que arranca já no primeiro trimestre de 2020.

O objetivo é "tornar Macau na cidade mais segura do mundo", afirmou o futuro comandante-geral dos Serviços de Polícia Unitários (SPU), Leong Man Cheong, até aqui comandante do Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP).

O Conselho de Estado chinês nomeou ainda os seguintes altos cargos: comissário contra a Corrupção, Chan Tsz King, comissário da Auditoria, Ho Veng On, que se mantém nas funções, e diretor dos Serviços de Alfândega, Vong Man Chong, atual subdiretor destes serviços.

Como procurador do Ministério Público, o Conselho de Estado chinês manteve Ip Son Sang.


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
As comunidades portuguesas e o desenvolvimento de Portugal
Berta Nunes
secretária de Estado das Comunidades
O desastre consular e o deputado das comunidades
José Cesário
, Deputado do PSD por Fora da Europa
A ameaça das Redes Sociais e a tomada de consciência
José Caria
Diretor-adjunto da PORT.COM
DISCURSO DIRETO
Mensagem de Natal
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República
PORTUGAL
O português que conquistou notoriedade na PGR do Brasil
Alcides Martins, PGR do Brasil
PORTUGAL
Sagres e Luso:Tradição e Modernidade
Nuno Pinto Magalhães
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ