ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

«Macau irá desempenhar o seu papel de plataforma comercial entre os países de língua portuguesa»
Revista PORT.COM • 09-Dez-2019
«Macau irá desempenhar o seu papel de plataforma comercial entre os países de língua portuguesa»



Em 2003, o Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Fórum de Macau) era estabelecido em Macau. A instituição desempenha um papel importante no desenvolvimento comum da parte continental da China, Macau e dos países de língua portuguesa.

 “Desde o estabelecimento do fórum, a China e os países de língua portuguesa estão cada vez mais próximos, sendo que o comércio e o investimento têm vindo a crescer rapidamente, as áreas de cooperação continuam a expandir e a influência do fórum é cada vez maior. Resultados significativos foram, entretanto, alcançados”, disse Xu Yingzhen, secretária-geral do secretariado permanente do Fórum de Macau, durante uma entrevista exclusiva ao Diário do Povo Online.

“A atual relação entre a China e os países de língua portuguesa atravessa o melhor período da história, no qual as duas partes têm trocado frequentemente visitas”, disse Xu. Lembrando que anteriormente, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal e Timor Leste se haviam juntado ao Fórum, São Tomé e Príncipe passou também a fazer parte do grupo, em março de 2017, após ter retomado as relações diplomáticas com a China, no final de 2016. “Desde então o Fórum congrega todo o grupo dos países de língua portuguesa”.

Os dados revelam que em 2003, quando o Fórum foi estabelecido, o total do comércio entre a China e os países de língua portuguesa era de 11 biliões de dólares. Em 2018, o total passou a ser de 147,3 biliões, ou seja, um aumento de 13 vezes mais.

Xu Yingzhen disse que, com o aprofundamento da cooperação económica e comercial entre a China e a lusofonia, as áreas de cooperação entre os dois polos se tornaram mais abrangentes.

Sendo apenas 7 em 2003, são agora cerca de 20, abrangendo cooperação intergovernamental, investimento e comércio, turismo cultural, entre outros domínios tradicionais e emergentes como a segurança pública, medicina tradicional, entre outros.

“Nos últimos 16 anos, o Fórum de Macau tem trabalhado arduamente para criar um modelo de cooperação entre regiões. Enquanto mecanismo de cooperação económica e comercial multilateral, com a língua como elo, o Fórum de Macau desempenha um papel importante na promoção do intercâmbio comercial entre a China e os países de língua portuguesa”, referiu Xu.

De acordo com a secretária-geral, com base no papel do território enquanto plataforma, o Fórum de Macau pode não só servir de ponte económica e comercial, mas também de elo de promoção cultural e intercâmbio interpessoal entre a China e a lusofonia.

A “Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa”, organizada pelo Secretariado Permanente do Fórum de Macau, iniciou em 2008 e está agora na sua 11ª edição.

Anualmente, grupos de artistas, artesãos, e cozinheiros da China, RAEM e da lusofonia juntam-se em Macau para a realização de performances culturais, artísticas e gastronómicas.

Xu Yingzhen afirmou que “este tipo de iniciativas não só encurtam a distância entre os residentes de Macau, da parte continental da China e dos países de língua portuguesa, mas serve também para fomentar o entendimento entre todos. Simultaneamente, permite também que os residentes de Macau e turistas experienciem a multiculturalidade de Macau e o seu charme enquanto cidade turística mundial”.

Com o auxílio da promoção do Fórum de Macau, a construção de uma plataforma de cooperação de serviços sino-lusófona foi aprofundada, sendo as suas funções continuamente melhoradas e o seu papel cada vez mais determinante.

Xu Yingzhen acredita que “no futuro, no contexto da iniciativa do ‘Cinturão e Rota’ e da construção da Grande Área da Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, Macau poderá tirar partido da sua função de ponte com os países de língua portuguesa, servindo-se da língua, cultura e semelhanças legais com os países de língua portuguesa. Iremos aprofundar a cooperação tripartida entre Macau, a parte continental da China e os países de língua portuguesa e participar ativamente na abertura bilateral do país”.

 

Fonte: Diário do Povo

 

Foto: © Lu Yang, Diário do Povo Online - Xu Yingzhen, secretária-geral do Fórum de Macau


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ