ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Caretos de Podence: o Carnaval mais genuíno de Portugal
Revista PORT.COM • 24-Fev-2017
Caretos de Podence: o Carnaval mais genuíno de Portugal



O Entrudo Chocalheiro é uma festa de origens ancestrais, marcada pelas cores garridas dos Caretos, pelas suas máscaras artesanais, as frenéticas correrias e as habituais chocalhadas nas ancas das raparigas. Este evento fez da pequena aldeia de Podence a irredutível guardiã do Carnaval mais genuíno do país.

Os Caretos de Podence, no concelho transmontano de Macedo de Cavaleiros, são os protagonistas das celebrações carnavalescas mais emblemáticas em território transmontano. Durante quatro dias, entre sábado e terça-feira (de 25 a 28 de fevereiro), o Entrudo Chocalheiro faz com que a pequena aldeia de Podence possa reivindicar o estatuto do "Carnaval mais genuíno de Portugal".

A fama destas festas no Nordeste Transmontano há muito que ultrapassou fronteiras, atraindo anualmente curiosos de outras regiões de Portugal e da vizinha Espanha. A Associação dos Caretos de Podence encarrega-se que, como indica o ditame popular, a tradição ainda seja o que era.

O Entrudo Chocalheiro é uma festa de origens ancestrais, marcada pelas cores garridas dos Caretos, pelas suas máscaras artesanais, as frenéticas correrias e as habituais chocalhadas nas ancas das raparigas ou senhoras, num ritual ligado à fertilidade, com origens que se perdem no tempo.

O programa arranca no sábado de manhã, com a matança do porco, em Podence, seguido de um passeio pedestre, para abrir o apetite para o almoço. À tarde sugere-se um passeio pelas barraquinhas de produtos tradicionais, com os mais corajosos a seguirem para a ronda das tabernas. A sede de concelho também entra na programação de sábado, com um desfile noturno pelas ruas centrais da cidade e a "Queima do grande e maligno Entrudo".

De volta a Podence, no Domingo Gordo, segunda-feira e terça de Carnaval, abundam a música, atividades de fotografia e natureza pelo Geopark Terras de Cavaleiros. Destaque para a tarde de dia 28, na qual os caretos andam à solta, há um desfile de marafonas e muita animação de rua.

A organização possibilita aos visitantes vivenciarem a experiência dos caretos, disponibilizando os farfalhudos e coloridos fatos de lã, assim como as máscaras de madeira. Para animar a festa, durante os quatro dias, mais de uma dezena de restaurantes do concelho de Macedo de Cavaleiros servem as iguarias gastronómicas da região, no Festival Gastronómico do Grelo.

Houve tempos idos em que eram várias as povoações transmontanas, e da vizinha região espanhola de Leão e Castela, que assinalavam a festa de inverno com máscaras. O costume foi-se extinguindo, prevaleceu apenas em Podence. Uma história de resistência que, apetece dizer, apenas encontra comparação nos livros de Asterix e a sua irredutível aldeia gaulesa. 

 

Foto em destaque cedida pelo Grupo de Caretos de Podence


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A relação entre Portugal e a sua Diáspora...
José Luís Carneiro
Implicações políticas da participação eleitoral nas comunidades
Paulo Pisco
Deputado do PS
Porque não te calas?
José Caria
Diretor-Adjunto PORT.com
DISCURSO DIRETO
Mar de Sonhos – a emigração nos vapores transatlânticos
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
ENTREVISTA
Berta Nunes, secretária de Estado das Comunidades
PORTUGAL
ENTREVISTA
António Saraiva, Presidente da CIP
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ