ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Dia Internacional da Mulher é celebrado a 8 de março
Revista PORT.COM • 05-Mar-2018
Dia Internacional da Mulher é celebrado a 8 de março



O ano de 1975 foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e o dia 8 de março foi adotado como o Dia Internacional da Mulher pelas Nações Unidas, tendo como objetivo lembrar as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres.

A ideia de criar o Dia da Mulher surgiu no final do século XIX e início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, e pelo direito de voto. Em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhaga, a líder socialista alemã Clara Zetkin propôs a instituição de uma celebração anual das lutas por direitos das mulheres trabalhadoras. 

As celebrações do Dia Internacional da Mulher ocorreram a partir de 1909 em diferentes dias de fevereiro e março, a depender do país. A primeira celebração teve lugar em 28 de fevereiro de 1909 nos Estados Unidos, seguida de manifestações e marchas em outros países europeus nos anos seguintes, usualmente durante a semana de comemorações da Comuna de Paris, ao final de março. As manifestações uniam o movimento socialista, que lutava por igualdade de direitos econômicos, sociais e trabalhistas, ao movimento sufragista, que lutava por igualdade de direitos políticos.

No início de 1917, na Rússia, ocorreram manifestações de trabalhadoras por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Os protestos foram brutalmente reprimidos, precipitando o início da Revolução de 1917. A data da principal manifestação, 8 de março de 1917 (23 de fevereiro pelo calendário juliano), foi instituída como Dia Internacional da Mulher pelo movimento internacional socialista.

 

Empreendedoras portuguesas com destaque na diáspora

Filipa Júlio – Josefinas

Pode não acreditar, mas foi no meio de uma visita a uma obra que Filipa Júlio se lembrou que todas as mulheres deviam ter sapatos perfeitos para andar em qualquer situação. A ideia de um negócio próprio veio logo de seguida. A arquiteta de 30 anos queria arriscar: decidiu criar uma marca de sabrinas de qualidade, feitas por especialistas, com os melhores materiais, de forma a poder garantir às mulheres as condições de conforto e estilo. Criou a marca Josefinas e juntou-se a Maria Cunha e Sofia Oliveira, abrindo, em 2013, a primeira loja flagship da marca em Nova Iorque.

 

Filipa Neto e Lara Vidreiro - Chic By Choice

Filipa Neto, 24 anos, não fez contas, mas tem a certeza de que os vestidos mais caros que tem no armário são aqueles que menos usa. Juntou esse desperdício ao de dezenas de amigas - incluindo a sócia, Lara Vidreiro - e pensou numa alternativa ao investimento em roupa de cerimónia para ocasiões especiais. Não querendo abdicar dos vestidos exclusivos, restava-lhes diminuir o risco: as duas criaram a Chic By Choice, uma empresa portuguesa lançada em Inglaterra, França e Alemanha, que "aluga o que não se pode comprar".

 

Luísa Fernandes - Robert Restaurant (NY)

Luísa Fernandes nasceu em Monte Real (Leiria) e era enfermeira assistente de cirurgia ortopedista há 30 anos, sendo a sua verdadeira paixão cozinhar para a família e para amigos.  Em 1998 abriu o seu próprio restaurante “Tachos de São Bento”, em Lisboa. Luísa não tinha nenhuma experiência profissional além de suas próprias receitas, mas, seguiu a sua paixão pela cozinha. O restaurante foi considerado pela revista francesa Elle como uma das Novas Mesas da Europa. 

Mas Luísa não se ficou por aqui. Deixou tudo para trás e mudou-se para Nova Iorque, a cidade dos seus sonhos. Atualmente é Chef Executiva no Robert Restaurant, um dos mais elegantes e exclusivos na cidade de Nova York.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
A emigração portuguesa para a Holanda
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ