ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Qualidade de vida em Lisboa supera Paris, Nova Iorque ou Londres
Revista PORT.COM • 21-Mar-2018
Qualidade de vida em Lisboa supera Paris, Nova Iorque ou Londres



A capital portuguesa subiu cinco posições em relação ao ano passado num ‘ranking’ mundial de qualidade de vida divulgado pela consultora Mercer, ocupando atualmente a 38.ª posição, à frente de cidades como Paris, Londres, Milão, Madrid e Nova Iorque.

Segundo o estudo, Lisboa subiu no ‘ranking’ global devido a uma “melhoria na classificação da categoria associada ao crime na cidade, que melhorou face ao ano anterior”.

Viena (Áustria) assume a liderança pela nona vez consecutiva, seguida de Zurique (Suíça), Auckland (Nova Zelândia) e Munique (Alemanha).

“Viena continua a ser a cidade com melhor qualidade de vida na Europa e a nível global, fornecendo a residentes e expatriados um elevado nível de segurança, transportes públicos bem estruturados, bem como uma grande variedade de instalações culturais e de entretenimento”, lê-se no estudo.

O documento, enviado pela Mercer, destaca ainda que “oito das cidades do top 10 se situam na Europa”.

Por outro lado, as cidades com menor qualidade de vida são Bagdade, no Iraque (231.º lugar), Bangui, na República Centro-Africana (230.º) e Sana, no Iemén (229.º).

A 20.ª edição do estudo anual Quality of Living, desenvolvido pela consultora Mercer, disponibiliza ainda um ‘ranking’ sobre as condições de saneamento das cidades, “que analisa as infraestruturas relacionadas com a remoção de resíduos e esgotos, níveis de doenças infeciosas, poluição do ar, fornecimento e qualidade de água”.

Relativamente ao saneamento, Lisboa encontra-se em 59.º lugar, acima de cidades como Barcelona, em Espanha, (61.º), Londres, no Reino Unido, (67.º) e Roma, em Itália (77.º).

No top 10 do ‘ranking’ relativo aos níveis de saneamento estão presentes apenas duas cidades europeias: Helsínquia, na Finlândia (2.º), e Copenhaga, na Dinamarca (8.º).

O pódio deste ‘ranking’ é composto por Honolulu, nos Estados Unidos, Helsínquia, na Finlândia, e Otava, no Canadá.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ